Cumplicidades

Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca...

segunda-feira, novembro 22, 2004

Ninho....


Imagem daqui

Corres para mim
Como nuvem soprada
Rasando o trigo
E assim vens correndo manso
Instante sombra na copa das àrvores
Agitadas pelo vento

Sorris e cantas
Porque o hoje já foi
E a angústia do amanhã
É ainda um medo que não chegou

sou o teu ninho feito de macias penas
Que me arrancaste docemente, dia a dia, hora a hora
Urdidas pelos jogos de amor em que exímio és.
Descansa aqui das fadigas do corpo
E enxuga as lágrimas da alma.

Estou sempre aqui… para ti

46 Comments:

Blogger Olhares said...

Que "Ave" não gostaria de ter um Ninho deste feito com doces e sentidas palavras, nesta disponibilidade constante?!
Adorei!
Beijo gordo

5:23 da tarde  
Blogger Vivian Nascimento said...

Eita que maravilha, acabei de postar np de baixo e quando tualizou encontro-me com este maravilhoso ninho...
Eita coisa boa, é claro que deitarei e relaxarei sobre ele...

Abraço querida!

5:24 da tarde  
Blogger pedra said...

Que ternura suave e linda. Gostei imenso.

5:32 da tarde  
Blogger Carmem L Vilanova said...

Doce Maria!
Este poema é belíssimo, e para mim reflete algo de tua alma linda e serena!
Doces beijos para ti!
Carmem Lúcia Vilanova

5:44 da tarde  
Blogger Emilio de Sousa said...

Deve ser o ninho mais aconchegante que existe. Um poema encantador.Beijinho.

6:31 da tarde  
Blogger MWoman said...

Depois da saudade que melhor texto poderia vir senão este? Sempre presente este amor e esta entrega que tu tão bem sabes sabes descrever por aqui, Maria!Beijinhos

7:03 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Que ninho fofo! Gosto de aninhar-me e nada melhor que um ninho descrito por ti, Maria. Amei! Semeamos flores sim e a resposta vem em forma de amor. És uma semeadora de ternura, de carinho, de amor e o que a vida tem a dar-te é só o que mereces: amor. Que assim seja sempre. Beijinhos e obrigada pelo carinho que derrete, transborda em cada palavra tua.
Por isso, beijos... muitos...

7:13 da tarde  
Blogger Piolha said...

"estou sempre aqui para ti" =) a imagem está linda ... uma pena pura e inocente! *muah

7:37 da tarde  
Blogger Alma de Poeta said...

É sempre um prazer visitar o teu espaço o poema que nos presenteias é Belissimo , a imagem que o ilustra muito bem adequado...simplesmente Belo!!!. Obrigada Maria por nos prendares com os teus sentimentos e em especial te agradeço as visitas ao blog.
Fica um beijo amigo.

9:20 da tarde  
Blogger wind said...

Perante este poema só consigo escrever:belo! Imagem perfeitamente "gémea" com o poema:) beijos***

9:26 da tarde  
Blogger Hipatia said...

"Perdigão que o pensamento
Subiu a um alto lugar,
Perde a pena do voar,(...)"

Luís de Camões - Voltas a Mote Alheio

É uma vergonha só agora escrever, bem sei. Mas tenho lido com carinho as palavras com que nos brindas. Sabe bem só ler, às vezes... E gosto muito deste teu "ninho".

E queria agradecer toda a simpatia com que vais segurando esta minha voz que não pára de fugir para paisagens tingidas de melancolia.

Obrigada e um beijinho

9:28 da tarde  
Blogger Pedro said...

Boa! Gostei. Gostei mesmo!

9:51 da tarde  
Blogger JPD said...

Um poema delicioso.
Aliás, uma coisa está ao nosso dispor: a possibilidade de fazer uma excelente antologia de tantos poemas e com tanta qualidade estética que já editaste.
Bjs

10:23 da tarde  
Blogger polittikus said...

Simplesmente lindo... Sem palavras. Se és como as palavras que escreves és o ser humano mais belo que conheço.

11:01 da tarde  
Blogger Luna said...

Lindo Maria...que bom sentir te assim de novo.
O amor nas tuas palavras tem cor...tem som...tem cheiro
Beijo

11:04 da tarde  
Blogger ognid said...

Tão belo e tão doce. Que bom que é ler-te. Beijo.

11:08 da tarde  
Blogger frog said...

Amor e ternura em forma de pluma, macia e suave, como tu... construtora de ninhos, berços de afectos, leitos de paixão...
Um beijo grande

11:17 da tarde  
Blogger sandra said...

Minha amiga, que belo poema, que bela alma!E a imagem tambem reflecte imenso a pureza deste texto, e quantos de nós não queriamos ter um aconchego, um ninho feito de belas penas suaves, um ninho coberto de amor e carinho, para quando nos arrependemos e voltamos atrás, tenhamos algo, alguém com quem contar,um belo ninho formado e alguém que nos ama à espera!
Beijinhos minha amiga!Muito lindo mesmo!

12:12 da manhã  
Blogger lualil said...

Quanta leveza...
És suave Maria,Branco como a pluma!
beijos e semana genial!

12:38 da manhã  
Blogger CAP said...

Que fofinho, um ninho assim! :)

1:03 da manhã  
Blogger litle lucy said...

que lindo sorriso que lindas palavras Sorrio para ti minha querida um beijo carinhoso*

1:27 da manhã  
Blogger Å®t_Øf_£övë said...

Quem não gostaria de ter um ninho assim como descreves para relaxar e carregar baterias....
A imagem está linda,dá mesmo a sensação de conforto e leveza de um amor puro,de entrega total,e claro da suavidade do ninho que falas.
Mil beijinhos.

2:13 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Tb gosto de vir aqui e gosto de te ler. Um abraço

hfm
http://alicerces.blogspot.com

9:08 da manhã  
Blogger Emanuel said...

Bem, Maria, acho que visitamos o mesmo blog. O Diotima. Tinha o teu nos favoritos mas já não vinha aqui há uns tempos. Não sei se já deixei o "meu" endereço
http://100stress.blogs.sapo.pt E.

9:13 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Espectacular, cheio de simplicidade e amor. beijokas e aparece sempre.

10:29 da manhã  
Blogger Vera Cymbron said...

Como te compreendo!
Jinhos e obrigada pelas tuas palavras, é bom saber que gostas de ler-me... é sempre uma inspiração escrever para pessoas como tu.

11:31 da manhã  
Blogger mad said...

Eu também estou sempre aqui.

4:24 da tarde  
Blogger pipetobacco said...

{ ...

que temporais, me atiram [desviam] deste ninho [macio]
que ventos, me contornam [arredam] deste doce [abrigo]
que tempestades, me destinam [afastam] deste [conforto]
que dilúvio, me arranca [separa] deste ninho [doce amar]
que, pergunto [?]
© temporal

beijos*

... }

4:52 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

...em atraso temporal eis que chega um semeador de tranquilidades...se possível...como o aconchego de um ninho...
Um abraço do Morfeu

6:37 da tarde  
Blogger amita said...

O teu poema é docinho, docinho, uma fofura. Bjinhos menha amiga

7:21 da tarde  
Blogger tartaruga said...

lindo este ninho de pequenas penas de uma alma imensa minha amiga! beijinhos grandes :)

7:23 da tarde  
Blogger lique said...

Que poema tão suave, Maria! Ninho, colo, tudo o que é doçura está em ti. Beijinhos, amiga.

7:26 da tarde  
Blogger Alma said...

Lindo ... lindo ... lindo .... uma leveza imensa ... o brincar de palavras que só tu consegues :) adorei ... muitos beijinhos querida amiga ...

7:44 da tarde  
Blogger stillforty said...

E o meu ninho é o teu corpo e nele me aninho, para ter calor, ou chorar, ou amar-te só com os olhos e o meu sorriso, aquele sorriso que tu sabes, e que é só teu.

7:58 da tarde  
Blogger maat said...

Tenho vindo aqui algumas vezes sem conseguir comentar. Hoje, os deuses estão comigo.
belo, Maria.

E,grata pelas suas visitas , a que não tenho podido corresponder neste espaço alvo de poesiae leveza.


noite boa.
bj.

8:47 da tarde  
Blogger maat said...

Tenho vindo aqui algumas vezes sem conseguir comentar. Hoje, os deuses estão comigo.
belo, Maria.

E,grata pelas suas visitas , a que não tenho podido corresponder neste espaço alvo de poesia e leveza.


noite boa.
bj.

8:48 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Espectro #999 diz ...

E cantas belos cânticos de cantigas de amôr.
Convido-te a veres a 'Arte' exposta no meu território.
Inté.

11:05 da tarde  
Blogger Dream said...

Muito forte. Bonito.. Brutalmente real, o que nem sempre é bom, às vezes doi.

Beijos

11:47 da tarde  
Blogger mário said...

adorei maria :) um grande beijo

12:11 da manhã  
Blogger Peter Pan X said...

Bonito...
Amor de completa entrega que quase poderia ser interpretado como o amor de uma mãe...
Tem muito sentimento e mexe connosco.
Gostei muito.
Beijinhossss
:-)********

1:15 da manhã  
Blogger António San said...

Simplesmente... belo.

1:52 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

"Vou continuar por aí na procura dos meus desejos e gostos, mesmo tropeçando em malignos suspiros traiçoeiros... eu ergo-me e continuo buscando. Já prometi ao sol meu companheiro, mil sorrisos pela paga do seu calor e incentivo! Um dia irei encontrar o TAL NINHO DE PENAS QUE FALAS MARIA... e, se calhar, com lágrima nos olhos, vou-me lembrar de ti amiga!"... Beijinhos grandes pra ti!!!

In Loko

5:12 da manhã  
Blogger contadordehistorias said...

esse espaço quente e doce...está-se tão bem por aqui.

beijos

1:08 da tarde  
Blogger corpo visível said...

Há presenças, como a tua, que nos transmitem conforto.
Obrigada!!
Um beijo enorme!

3:14 da tarde  
Blogger Ritinha said...

Lindo Maria, como sempre.
E que vontade deu de ser também um ninho...

3:45 da tarde  
Blogger rfarinha said...

Ninhos construídos a dois, em voos de doces lembranças... ;) bjs

10:32 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

actualizações de weblogs portugueses