Cumplicidades

Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca...

sábado, novembro 20, 2004

Esta Saudade...

Saudade! Gosto amargo de infelizes,
Delicioso pungir de acerbo espinho,
Que me estás repassando o íntimo peito

(...)

(...) Vem (...)

A alma buscar-me que por ti suspira.

Almeida Garrett




Sento-me na varanda dos teus olhos

E faço-te este poema de saudade
Alongo os gestos na música que entardece
Como são longos os braços num abraço que estremeçe
Como é vermelho o sol na tarde que esvoaça
Traz-me novelos de oiro nos dedos traços
Alonga no azul o perguntar dos olhos
Deixa morrer na terra a semente do meu pão
E abandona o corpo no ondular das ondas
Sê rocha, areia, vento e céu azul
Morre amor e nasce lírio, ramo flor
Olhos de mar rasgados de martírio
Aurora na tarde, esperança de amanhã
Andorinhas da tarde dançando loucas
Na corrente fechada das nossas mãos...

(...)

Depois, levanto-me e mergulho no mar de ti
nadando descuidada
nos segredos da tua boca...

32 Comments:

Blogger CAP said...

Da minha varanda para o teu mar: boa noite, Maria. Bom domingo.

1:24 da manhã  
Blogger wind said...

Maria, os 3 últimos versos, são só por si um poema:) Belo o que escreveste, de uma sensibilidade incrível.Linda foto:-) beijos*****

1:25 da manhã  
Blogger ognid said...

É lindo o poema que aqui nos deixas. Concordo com a Wind, os 3 últimos versos são um poema por si só :) um beijo grande para ti.

1:33 da manhã  
Blogger Å®t_Øf_£övë said...

É sempre um prazer ler o que escreves.
Bom domingo.
Bjs.

3:48 da manhã  
Blogger Carmem L Vilanova said...

Minha Querida e Boa Maria!
De saudade ninguém morre... Sem saudade ninguém vive... pois só sente saudade aquele que conhece e vive o AMOR!
Está lindo este teu poema!
Beijos e um lindo domingo para ti!
Carmem Lúcia e Carmen Letícia :o)

6:17 da manhã  
Blogger rfarinha said...

De olhos postos no mar, desejando aquele por quem se tecem saudades... ;) bjs

10:21 da manhã  
Blogger deSaraComAmor said...

Bom dia, Maria Branco. Maravilhoso!

10:56 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Maria,
Poesia e fotografia FANTÁSTICAS!!!
beijão..
lualil (www.traduzir-se.blogspot.com)

2:32 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Não conhecia o blog e gostei do que aqui vi. Voltarei seguramente.

hfm
http://linhadecabotagem.blogspot.com
http://alicerces.blogspot.com

2:37 da tarde  
Blogger Olhares said...

OLá Maria;
Reconhecida agradeço as palavras de carinho e apoio.
Gostei muito do que li aqui,encheu-me a alma!
Beijo gordo

4:24 da tarde  
Blogger Piolha said...

As saudades só se sentem quando os momentos foram bons ... não há ninguem que tenha saudades de algo que correu menos bem ... e só por isso a saudade é algo bom em parte. A dor a ela associada é que é dificil de sentir ... *muah

4:32 da tarde  
Blogger nobody said...

Sublime! Do melhor que aqui li! Muito bom!

6:27 da tarde  
Blogger Luna said...

é bom sentir a saudade Maria, quando por nós também a sentem...voa sim, perde-te, larga-te, mergulha e encontra te...não o faças pelo outro fá lo por ti. Só assim depois de nos amamrmos poderemos amar quem nos ama...sentir saudade reciproca...em paz. É bom encontrá-la...é serena..tranquila...louca sim, mas gostosa.
Beijo-te eu sim com saudade

7:17 da tarde  
Blogger whiteball said...

Olha...está lindo sabes? E a saudade...bate sempre bem fundo...e deixa as suas marcas...para sempre. Pode ser mais ténue de dia para dia...mas permanecerá...para sempre , não é? Beijos mil, de nós duas. WB/BS

7:19 da tarde  
Blogger c.b. said...

Neste domingo, deixo-te aquele beijinho e um sorriso que te conforte. Por palavras nos tocamos, percebo essa saudade :)


Beijos e optima semana Maria

8:22 da tarde  
Blogger litle lucy said...

é tao bom ler te e sentir te beijo carinhoso Rose*

8:31 da tarde  
Blogger sandra said...

Minha amiga em primeiro lugar agradeço pelo comentario pois no estado em que estava tava mesmo a precisar...teu poema tá lindo, mesmo lindo!Beijinhos amiga e fica bem!

11:58 da tarde  
Blogger Night Wolf said...

Tamanha beleza mexeu comigo. Adorei o teu blog, sem dúvida do melhor que já vi. Parabéns!!! Voltarei sempre que possa.
Beijos doces.

12:47 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Bonitos versos, sobre um tema que nunca ficará datado, apesar de tão antigo, quanto a própria humanidade. Parabéns, Maria.

Sei de lembranças,
Alumiando
Uma noite triste;
De dias, que parecem não ter fim;
A dor de uma ausência,
Diferente das demais...
E disfarço, dizendo que é cisco, uma lágrima teimosa.
(batista filho)

2:08 da manhã  
Blogger xariar said...

xariar says.
Lindo. Muito lindo.
Assim que sair, fico com saudades.
Sei que voltarei.

9:08 da manhã  
Blogger pipetobacco said...

{ ... nesta saudade sempre a reclamar, é aqui contigo que sempre encontro o meu achar © biquinha ... }{ aqui vai o beijo[*] que não me destes }

9:46 da manhã  
Blogger Alma said...

Querida Maria ... que sentimento tão nobre ... saudade ... e tão saudável minha amiga ... que tenhas uma excelente semana é o que te desejo muitos beijinhos :)

10:02 da manhã  
Blogger Vera Cymbron said...

Muito quente!
Gostei muito, as tuas palavras pousaram na varanda do meu olhar...começou a chover!
Jinhos

10:33 da manhã  
Blogger frog said...

...Na varanda dos meus olhos há sempre um lugar à espera do teu poema!... e nas andorinhas da tarde que dançam loucas na corrente das nossas mãos, vão os segredos da minha boca...

Um beijo grande

10:46 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

gosto da saudade. da palavra e do destino que reserva.

desejo-te as melhoras daquela maldita constipação.

um abraço enorme do teu amigo.

João

os dias das noites

1:01 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

lindo como sempre, doce maria.
beijos.
filho

1:03 da tarde  
Blogger Emilio de Sousa said...

Este espaço é que é uma varanda sobre o oceano da sua alma, Maria. E não nos damos conta da sua vastidão. Parabéns pelo poema. Poderoso. Beijo grande.

2:24 da tarde  
Blogger contadordehistorias said...

Debbruço-me sobre essa varanda que é tua, para te ver passar com um sorriso nos lábios...

beijos

2:56 da tarde  
Blogger contadordehistorias said...

correcção: debruço-me
:)

beijo

2:58 da tarde  
Blogger lique said...

Consegues sempre que eu saia daqui deliciada com o que escreves e com a articulação que fazes com autores consagrados. A saudade... pois, por vezes, temos que viver com ela e, se possível, ultrapassá-la. Belíssima a tua escrita. beijos, amiga.

4:17 da tarde  
Blogger Vivian Nascimento said...

Olá querida!
Lindo, lindo, lindo...!
Aplausos para ti, mereces...

Demorei a postar pq naum estava conseguindo, obrigada por suas visitas sempre esperadas em meu blog...

Grande abraço!
www.meumundobyvivi.blogger.com.br

5:20 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Adorei. lindo poema. beijokas.

10:26 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

actualizações de weblogs portugueses