Cumplicidades

Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca...

quinta-feira, novembro 04, 2004

Encontro...



Foi breve e intenso nosso encontro
De olhos, boca, peito e mãos,
No teu corpo percorri todos os vãos
Mais todos os volumes em confronto.
Promessas em segredos sublinhados
Por soluços, risos, esgares e gestos
Dos quais mais não ficaram senão restos
Dos amplexos e beijos permutados.
E dançamos ao ritmo vivo da cadência
Das palavras mutuamente sussurradas
Nos momentos de esperanças renovadas
De que não prosseguirá a tua ausência?

Maria

44 Comments:

Blogger wind said...

Maria, belíssimo poema, sensual, erótico, sensível, carnal, enfim, uma maravilha. A imagem é linda:) beijos***

7:12 da tarde  
Blogger frog said...

Magnífico, como sempre!... as palavras sussurradas, asseguram sempre uma presença...

Um beijo

7:48 da tarde  
Blogger Kundun said...

Quando existe amor, qualquer encontro é pleno de intensidade...bom, e de certa forma não é só no amor, apesar da intensidade ser sempre aquilo que nós queremos que seja.
Confuso, não é? Mas os sentimentos humanos são mesmo assim...

8:16 da tarde  
Blogger Kundun said...

Quando existe amor, qualquer encontro é pleno de intensidade...bom, e de certa forma não é só no amor, apesar da intensidade ser sempre aquilo que nós queremos que seja.
Confuso, não é? Mas os sentimentos humanos são mesmo assim...

8:16 da tarde  
Blogger Kundun said...

Quando existe amor, qualquer encontro é pleno de intensidade...bom, e de certa forma não é só no amor, apesar da intensidade ser sempre aquilo que nós queremos que seja.
Confuso, não é? Mas os sentimentos humanos são mesmo assim...

8:16 da tarde  
Blogger contadordehistorias said...

a ausência só nos torna mais fortes.
belas as tuas palavras.
beijos

9:08 da tarde  
Blogger pipetobacco said...

{ ... [encontro*] meu desejo [intenso] que nele* [mesmo que só resto restasse] [ele] [eu] fosse [tomara] © de[mente] ... }

9:58 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Mais um post lindo Maria! Cheio de cor, intensidade, amor e alegrias partilhadas. Beijinhos, Betty

11:47 da tarde  
Blogger Luna said...

Belo encontro Maria...sentir de paixão
beijos

11:49 da tarde  
Blogger Alma de Poeta said...

Esse poema é belo, porque nos envolve em sentimentos e sensualidades.
Torna-nos cumplices desse momento que maravilhosamente descreves em forma de poema.
Adorei.
Um beijo Maria.

11:59 da tarde  
Blogger JPD said...

Muito bom este poema.
Quanto às ausências...Bem. Se forem isso mesmo, o assunto pode ser encerrado; se apenas forem temporárias, poderão dar para muita coisa: para repouso, para reformulação de atitudes, para relançamento de afectos...Oh! Para tanta coisa...Melhor será que o amor, a paixão e tanto tanto mais revigorem.
Bjs

12:00 da manhã  
Blogger Alice said...

encontros assim são eternos... enquanto duram

12:14 da manhã  
Blogger Poemas de amor e dor said...

Maria sejamos justos: tudo em ti é lindo.
AS tuas palavras fazem bem à alma.
Por isso vai ao meu blog e vê a carta que escrevi para o Brasil.
Obrigado por teres sempre acreditado na minha poesia.
Não sei se irei continuar, tenho 12 processos para I.C. (tu sabes) e eu estou desiludido com o resultado de tanto trabalhar para o... mas uma coisa digo obrigado.
Não esqueci o teu pedido. Podes, se quiseres, publicares o poema que mais gostares.
Depois falamos ou melhor escrevemos.
Rogério

12:28 da manhã  
Blogger CAP said...

Gostei muito, vizinha! ;)

12:33 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

O quadro de um encontro muito pleno...Lindo, Maria. Beijinhos e boa sexta-feira para ti :-)
Dora
www.atrasdaporta.blogs.sapo.pt

1:46 da manhã  
Blogger stillforty said...

Se a febre que há em mim te contagia, e se ateares a chama, corres perigo, o meu calor desgasta!

1:56 da manhã  
Blogger rfarinha said...

O "encontro" não precisa de ser mais do que uns breves instantes para deixar marcas profundas... ;) Bjs

2:36 da manhã  
Blogger Å®t_Øf_£övë said...

Olá maria,
Gostei do poema,eu até arriscaria a resumir numa só frase:
"Só um minuto de amor pode durar a vida inteira, e valê-la também."
Fica bem.
Beijinho grande.

3:14 da manhã  
Blogger lique said...

Um encontro, breve ou não, entre pessoas que se amam pode ser a promessa do findar da ausência. Se o amor for real, decerto o será. Beijinhos para ti, amiga e claro que adorei o teu texto.

7:10 da tarde  
Blogger Emilio de Sousa said...

Poesia sentida e ainda por cima a rimar e com métrica. É mais ao meu sentir. Já sou antigo. A Maria tem múltiplos talentos e cada vez me espanta mais. Beijo grande.

8:18 da tarde  
Blogger justanothernickname said...

É uma Competição. .........I estou em. .... Serei bac

10:25 da tarde  
Blogger Carmem L Vilanova said...

Intenso e absolutamente lindo! Como sempre!
Beijos!
Muitissimo obrigada pelas lindas palavras deixadas no meu canto e o beijinho enviado a minha linda Carmencita! Ela agradece e retribui, com certeza! :o)

12:52 da manhã  
Blogger Yurei said...

Sempre uma doçura nos espera aqui :)*
Obrigada pela visita e um belissimo fds para ti tb amiga.
Um bji da Yurei-san

1:18 da manhã  
Blogger nocturnidade said...

maravilhosa como só tu Maria.

belo.

3:19 da tarde  
Blogger R/B Estação said...

" Senhoras e Senhores:
Maria Branco
Palmas!! "
Se fosse possível fazia isto mas como não posso...
Beijinhos e bom fim de semana.

8:07 da tarde  
Blogger justanothernickname said...

*MARIA*..........I need your assistance.

9:20 da tarde  
Blogger Francisco Nunes said...

Retribuo as tuas palavras.

Um abraço,
Francisco Nunes

12:40 da manhã  
Blogger nikonman said...

Quando mudares de casa, avisa! :-)
Chegaram bem?
Beijo

1:06 da manhã  
Blogger reflexo said...

Olá Maria...
A minha visita é para retribuir a amabilidade e para conhecer o teu canto, a tua casa. Está já prometido o regresso para conhecer as divisões e ver as novas peças de decoração que, em geito de palavras cá vais colocando... Ainda bem que gostaste do Encontro pois, mesmo que ache que certas coisas poderiam ser um pouco diferentes, fico contente pelo facto das pessoas gostarem da cidade que sinto já como sendo um pouco minha...
Até breve!
"O Cromo Lógico"

1:48 da manhã  
Blogger mad said...

Gostei de te conhecer também aqui.
Da conversa que tivemos ontem relativamente à idade não partilho da opinião de alguns dos teus leitores.
A tua escrita não tem idade. Tem beleza, espirito, intensidade e amor.
Tens uma alma lindissima.
Parabéns.
Continuarei a vir aqui assiduamente.
Um beijo

10:47 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Nas voltas que a vida dá, sempre existe o instante, mágico, eternizado no tempo - de cada um

Encontrar,
N’algum lugar, um
Coração que seja o repique do nosso.
Onde o “tum, tun-tum”,
N’uma ou outra vez,
Troque o “tum” por “tun-tum”.
Risos ao vento, de encontro ao lugar
Onde inexiste horizontes mesquinhos.

batista filho

1:12 da tarde  
Blogger Márcia said...

Muito belo esse poema, Maria. Muito belo.
Um beijo de longe,

Márcia

http://www.tabuademares.blogger.com.br

2:07 da tarde  
Blogger c.b. said...

É bom encontrar e sentir em cada encontro um pouco de nós a amar o momento...

Beijos

3:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Olá querida, Maria, basta amar para o encontro ser assim: maravilhoso, sensual... gostei muiiiiiitoooooooooo! Um beijinhos e desejo-te uma linda semana.
Anne

6:19 da tarde  
Blogger Casado said...

Passei para retribuir o abraço e agradecer as tuas palavras. Já agora, gostei da tua "casa".

9:34 da tarde  
Blogger BlueShell said...

...mas depois há aqueles beijos "sentimentalmente correctos" mas que nada significam, nada são senão mentiras!
Tudo de bom para ti e obigada pela atençãp e carinho! BS

11:23 da tarde  
Blogger amita said...

Todo o teu poema é uma dança sensual, belíssima. Adorei, assim como a tela condizente. Bjinhos minha amiga

12:09 da manhã  
Blogger LolaViola said...

O teu poema é um bailado de palavras e gestos. Um beijo

11:50 da manhã  
Blogger Yardbird said...

Os teus poemas são sempre uma dança de palavras, cheias de vida. Beijo, Maria, uma semana feliz :-)

12:33 da tarde  
Blogger tartaruga said...

que lindo encontro Maria! aliás... como são sempre lindas as tuas palavras... que não são mais do que uma pequena amostra da tua alma luminosa!:) um grande beijinho amiga e obrigado ;)

2:36 da tarde  
Blogger Alma de Poeta said...

Olá Maria

Venho aqui regularmente visitar o teu blog, andas sem muita vontade para escrever? ás vezes tambem me acontece......srsrsrsr......Obrigada pelas tuas simpáticas palavras.
Beijo grande

12:32 da tarde  
Blogger Robert said...

Lindíssimo seu blog,vou voltar mais vezes.
Vá visitar-me também.
FELIZ ANO NOVO!

http://sonhosdeverao.blogspot.com
e-mail: paulafrias2004@yahoo.com.br

5:03 da tarde  
Blogger Robert said...

Lindíssimo seu blog,vou voltar mais vezes.
Vá visitar-me também.
FELIZ ANO NOVO!

http://sonhosdeverao.blogspot.com
e-mail: paulafrias2004@yahoo.com.br

5:03 da tarde  
Blogger Menina_marota said...

Cada vez que te leio, o meu coração enternece-se. Lindo este poema! Beijo e um :-)))

11:11 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

actualizações de weblogs portugueses