Cumplicidades

Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca...

segunda-feira, novembro 29, 2004

Até sempre....

De repente nada mais consigo escrever, meu amor.
Há um profundo vazio que se recusa a ser preenchido
Por sonhos que nunca se tornarão realidade, ai de mim.
É bom entrelaçarmo-nos em doces devaneios suspirados,
Em palavras lindas e em sentimentos de profunda devoção.
Mas destrói-nos a alma realizarmos por instantes
Que o sofrimento motivado pela privação permanente
Não passará nunca, por muito que façamos de conta.
Não vejo perspectivas de poder ser tua e, por consequência, de tu seres meu.
Deixemos repousar as coisas do coração por aqui, antes que nos aniquilem.
Porque as da amizade essas, para mim, serão eternas.
Intimo-te a que não me faltes em momento de aflição, se puderes!
Que eu tenho a coragem de fazer o que tem de ser feito e tu também o sabes.
És aquilo que de mais belo me aconteceu e resides já no meu peito num canto único.
Agora, retém as lágrimas.
Deixo-te o meu sorriso como símbolo do que foi o tempo nosso.
Que te acompanhe sempre um beijo que principia aqui...

Até sempre!



158 Comments:

Blogger Luna said...

Até sempre Maria...serena...e tranquila
Fechou se um ciclo, abrir se á outro
Também eu de partida...
beijo e gostei muito de me cruzar aqui contigo

5:38 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

A todos o meu muito obrigada, pelo carinho, atenção, e amizade que me dedicaram, assim como ao Cumplicidades... Tem sido bastante dificil mante-lo, por muitas razões. Agora, e porque tenho vários projectos que me absorvem e que precisam de toda a minha atenção, vejo-me obrigada a parar... Olhando para estes dois anos de blogoesfera, digo-vos que valeu muito a pena, pela partilha, pelas inumeras cumplicidades, pelas pessoas magnificas com que me cruzei. Fiz amizades que sei para a vida. Aqui ri, chorei, amei, aprendi, cresci... Não terei palavras para agradecer...
Não direi um Adeus, digo um até sempre... Irão comigo para onde quer que eu vá... Muitos, muitos beijos

Mais uma vez o meu muito obrigada!

5:53 da tarde  
Blogger lobices said...

...deixo-te uma lobice muito terna... até um dia...

6:01 da tarde  
Blogger Cacusso said...

"Agora, retém as lágrimas."

Será muito difícil, querida Maria!
A ausência das tuas palavras,
"Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca..."
Não deixará de ser notada...
Para quem se sentia obrigado a ler-te para
Sentir esperança,
Será doloroso!

Não deixarei de passar por aqui e «matar saudades»,
as mesmas que, por África, me obrigaram a entrar neste mundo.

Volta Maria,
quando quiseres, onde quiseres.

Terás uma legião de amigos e admiradores á espera!

Obrigado!
Por tudo!

6:07 da tarde  
Blogger Cacusso said...

"Agora, retém as lágrimas."

Será muito difícil, querida Maria!
A ausência das tuas palavras,
"Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca..."
Não deixará de ser notada...

Para quem te lia,
muitas vezes,
em busca de uma réstia de esperança.
será desesperante encontrar o vazio!

Até sempre amiga!
Volta quando quiseres,
sabes que terás uma legião de amigos e admiradores á tua espera!

Obrigado!
Por tudo!

6:09 da tarde  
Blogger o5elemento said...

{ ...

por não querer este acto de despedida
por me fazer sofrer esta ausência já sentida
por não querer ver-te partir [já a doer]
deixo[-te] eu [a saber] o que foi [senti]
na partida [despedida]
© o5elemento


vivo no choro

vivo no choro do tempo
recordando-me de passados
em carícias e ternuras
que me soldaram o amor por ti.
choro lágrimas passadas como punhais,
rasgando corações perdidos.
vivo no choro do tempo,
recordando-me de prazeres
agora levados no vazio.
penso em ti, vivendo sonhos
impossíveis que acabam
no agora.
© biquinha

até breve*linda

... }

6:45 da tarde  
Blogger pipetobacco said...

{ ...

de adeus não quero eu
sinto só teu olhar partir
teu corpo ausente e o
movimento de tua mão
aceno de dor no peito
ferida que não sara eterna
ver-te partir assim
© pipetobacco


amos aqueles...

amo aqueles que só sabem amar
enfrentando a vida
porque passam pela loucura.
amo aqueles que buscam o sol
por entre o escuro
porque amam sós.
amo aqueles que abandonam o passado
enfrentando a vida
porque procuram soluções.
amo aqueles que percorrem o mundo
sempre em busca do amor
porque conhecem a dor.
amo aqueles que sonham no acordar
por entre frases soltas
porque seus olhos reflectem amar.
amo aqueles que só sabem viver no acordar.
© 1985 biquinha

beijos*até*já

... }

7:11 da tarde  
Blogger Yardbird said...

Vou reter o sorriso, vou ficar com as palavras que me foste dando, aqui e no meu canto. Vou fazer de conta que não percebi o que escreveste aí em cima. Vou ficar ficar com os carinhos todos que me deixaste ao correr destes meses de convivência. Vou ficar contigo, comigo.
Beijos meus para ti.
The wind will always cry, Mary. Me too

7:50 da tarde  
Blogger António San said...

Tão curto o tempo de nos conhecermos
Tão real mesmo só virtual
Tão intensa a empatia da perda
Tão vã a espera vã
Tão forte a lembrança e a saudade
Tão viva a vontade de agarrar o grão de vida que se vai
Tão grande a lágrima caída
Maior a que não sai
Até um dia, porque
A vida é assim, rola, roda sem parar
E num dos seus eixos, a força
Temos de encontrar
Para superar.
Até sempre Maria
O mundo é um lugar mais rico
Com pessoas como tu.

Um grande, grande beijo de...
"até qualquer dia destes, por essas estradas da vida"
E continua assim, LINDA por dentro.

8:04 da tarde  
Blogger contadordehistorias said...

Cheguei tarde, e bati à tua porta. Não me respondeste, bati outra vez.Não me respondeste. Esperei que me abrisses a porta com o teu sorriso em palavras como me habituei a "ver-te", mas ninguém abriu a porta, tu não estavas. Reparei que tinhas deixado um bilhete na soleira da porta.Tinha o nome de muitos, e lá estava o meu.Por momentos fiquei triste... senti a falta do calor da tua "voz"...fiquei triste... mas quando acabei de ler o teu bilhete na li a palavra adeus, mas sim o teu sorriso.


um beijo enorme e um grande abraço

8:09 da tarde  
Blogger contadordehistorias said...

Cheguei tarde, e bati à tua porta. Não me respondeste, bati outra vez.Não me respondeste. Esperei que me abrisses a porta com o teu sorriso em palavras como me habituei a "ver-te", mas ninguém abriu a porta, tu não estavas. Reparei que tinhas deixado um bilhete na soleira da porta.Tinha o nome de muitos, e lá estava o meu.Por momentos fiquei triste... senti a falta do calor da tua "voz"...fiquei triste... mas quando acabei de ler o teu bilhete não li a palavra adeus, mas sim o teu sorriso.


um beijo enorme e um grande abraço

8:10 da tarde  
Blogger lique said...

Minha amiga querida, ver-te deixar este espaço é algo que obviamente me custa. Mas tu estás a fazer isto com uma determinação e uma serenidade que faz com que eu só veja esse sorriso lindo. Foi um privilégio conhecer-te aqui e espero continuar a contar com a tua amizade. Na realidade, de preferência. Um beijo muito grande.

8:34 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, Maria...mal tive tempo de te conhecer, e já te vou perdendo.. que posso desejar-te senão que a felicidade caminhe contigo, encha a tua vida de momentos felizes e perfeitos, te conserve todos os amigos...
Obrigada pelo teu apoio, Maria. Que bons ventos te acompanhem.
Um beijo grande, já com um nozinho na garganta..
aguasdemarco

8:50 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, Maria...mal tive tempo de te conhecer, e já te vou perdendo.. que posso desejar-te senão que a felicidade caminhe contigo, encha a tua vida de momentos felizes e perfeitos, te conserve todos os amigos...
Obrigada pelo teu apoio, Maria. Que bons ventos te acompanhem, amiga.
Um beijo grande, já com um nozinho na garganta..
aguasdemarco

8:52 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

...uma amiga em ascensão...a minha porta recém aberta, continuará esperando as tuas visitas...
Um grande abraço do Morfeu

10:06 da tarde  
Blogger BlueShell said...

Maria...Não!...

Não tenho um poema, nem lindas palavras de despedida...porque eu detesto despedidas. Maria...fica connosco. Nós te pedimos, WB/BS

10:26 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria :( não foi só agora que me apercebi do carinho que tenho por ti, mas neste momento pesou-me a consciência de não ter ter mostrado tão bem qto queria, a amizade e apreço que tenho por ti... são estranhos estes laços que se criam numa dimensão sem espaço, mas tão fortes que se torna impossivel ignorar... Peço-te que me visites de vez em qd... a tua presença tornou-se um hábito para mim. Só queria saber q estás bem! Um beijo enorme, e obrigada por tudo! Que tenhas sempre o teu sorriso bem presente, e ainda mais os sorrisos quer provocas! ******
Gisela (http://aminhapoesia.blogs.sapo.pt)

10:40 da tarde  
Blogger Santa Cita said...

Até um dia destes, amiga.
Um beijo.

11:22 da tarde  
Blogger Å®t_Øf_£övë said...

Maria,
Não quero acreditar que nos vais deixar.
Não vou chorar, porque me ensinaste a sorrir.Não vou perder, porque me ensinaste a vencer.Não vou sofrer, porque me ensinaste a ser feliz.Não vou morrer, porque me ensinaste a viver.Mas indo tu embora, vou chorar, sofrer e morrer, porque nunca me ensinaste a perder-te. Eu não posso exigir que continues, posso apenas tentar dar-te boas razões para continuares...
Não importa se tu vais continuar com o Cumplicidades ou não, o que importa é que tu existes, para que eu possa sentir a tua falta.
As pessoas entram por acaso na tua vida...Mas não é por acaso que elas permanecem...
Espero que apesar do teu até breve continues por vezes a fazer-me algumas visitas e a deixar-me as tuas sábias palavras das quais irei sentir muita falta,e sem as quais os meus pensamentos e textos não terão o mesmo significado.
Parece que no meu ultimo post estava a prever que nos irias deixar e por isso apetece-me deixar-te com algumas palavras nele reproduzido:

NÃO VÁS AINDA

O que é que tu queres?
O que é que tu sabes?
Não é fácil para mim...
Às vezes encontro-me tão triste...
Onde é que tu vais?
Não é tão simples assim, porque às vezes o meu coração não responde, só se esconde e doi...
Por favor, não vás ainda.
Diz-me como é que tu podes viver indo embora?
Por favor, diz-me agora, ou será que nem tu queres perceber?

Um Beijo imenso e um até já,ou até sempre.
Fico à tua espera no meu cantinho,a escrever na esperança que tu possas ler e comentar.

11:23 da tarde  
Blogger CAP said...

Livra-te de dizeres adeus assim, Maria.
Eu, nós, apenas aceitamos um até breve.

12:43 da manhã  
Blogger Andrea Motta said...

Maria, minha querida e doce amiga, falar que não fiquei trsite com sua partida, seria mentir. Fiquei sim...meus olhos ficarão cheios de lágrimas e o meu coração apaertado, mas, pedir para que fique é ser muito egoísta, por isso, digo-lhe vai...e até sempre! Sentirei muita saudade de você das tuas palavras amigas de carinho, de coragem. Espero reencontra-la em breve. Leve com você um pouco de mim, um pouco de cada um de nós e seja sobretudo feliz. Beijos grandes com carinho. Andréa.

1:14 da manhã  
Blogger wind said...

Maria um:até breve:)))))beijos***

1:32 da manhã  
Blogger Carmem L Vilanova said...

Boa Maria!
Este nao será um adeus, senao um Até Já, como tu mesma me dissestes! Seguramente farás uma falta imensa, mas estarei a espera de tuas visitas e teus comentários sempre tao bem-vindos e tao apreciados, nao somente por mim, como também por minha família que me acompanha nesta minha "aventura" pela blogosfera!
Terás notícias minhas, sem dúvida!
Até daqui a pouco!
Um beijo amigo!
Carmem Lúcia Vilanova

2:10 da manhã  
Blogger Carmem L Vilanova said...

Boa Maria!
Este nao será um adeus, senao um Até Já, como tu mesma me dissestes! Seguramente farás uma falta imensa, mas estarei a espera de tuas visitas e teus comentários sempre tao bem-vindos e tao apreciados, nao somente por mim, como também por minha família que me acompanha nesta minha "aventura" pela blogosfera!
Terás notícias minhas, sem dúvida!
Até daqui a pouco!
Um beijo amigo!
Carmem Lúcia Vilanova

2:12 da manhã  
Blogger Anjo élico said...

Até sempre... em frente, amor. O que me fica do que te resta... órfão dos teus beijos?
Bastar-me-á o infinito sorriso?
(por que não ficas para mais um chá?)

2:13 da manhã  
Blogger Carmem L Vilanova said...

Boa e Doce Maria!
Este nao será um adeus, senao um Até Já, como tu mesma me dissestes! Seguramente farás uma falta imensa, estaremos todos meio órfaos de hoje em diante, minha alegria é saber de tuas visitas futuras e teus comentários sempre tao bem-vindos e tao apreciados, nao somente por mim, mas também por minha família que me acompanha nesta minha "aventura" pela blogosfera!
Terás notícias minhas, sem dúvida!
Até daqui a pouco!
Um beijo amigo!
Carmem Lúcia Vilanova

2:14 da manhã  
Blogger justanothernickname said...

....................................*MARIA*

2:19 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Vai, vai lá amiga, há caminhos e ruas que te esperam, há com certeza passos inadiados a dar. Há rostos e sorrisos que não te conhecem e vão alegrar-se por te olharem. Vai lá amiga encher ainda mais a "caixinha palpitante" do teu peito com novas sensações, prazeres, amizades e paixões. Vai lá amiga, não tenho coragem de te impedir depois do muito que me deste... foste terna, foste carinhosa, foste precisa e incisiva, foste linda nas palavras, textos, poesia que me deliciou... que direito tenho eu em impedir-te?!
A tua amizade e o meu GOSTAR de ti nunca se vai perder...sei que estás por perto e isso basta-me!
Até já Maria!
Beijinhos grandes e sorridentes pra ti!

In Loko

5:18 da manhã  
Blogger Antonio Balbino Caldeira said...

A Maria não vai, descansa. E fica o perfume da sensibilidade íntima cumplicemente partilhada por nós, leitores..

Tal como outros anúncios de partida da blogosfera, este é apenas um aviso de suspensão. Depois, devagarinho, de vez em quando e a seguir mais próximo, o diálogo dos sentidos puros continuará. Até, então.

10:44 da manhã  
Blogger MWoman said...

Maria, até sempre, até já, até quando tu quiseres...Um beijo muito grande para ti!

11:18 da manhã  
Blogger Folhas said...

Não conheço as razões, desta partida, mas espero que voltes, pelo menos que vas voltando e deixando comentários, habituei-me a ve-los. um beijo grd
Fica bem e se for esse o caso, encontra-te p/ poderes voltar.

11:53 da manhã  
Blogger Yurei said...

Até sempre Maria, adeus ao Cumplicidades, mas continuaremos a cruzar-nos certamente. Felicidades, em todo o caso. És uma miuda amorosa :)*
Bjis da Yurei-San

12:04 da tarde  
Blogger Emilio de Sousa said...

Mais valia que não tivesse visto o seu rosto luminoso.
Assim custa mais...Seja feliz, ouviu? Mais não me sai.
Um beijo terno a acompanhe também, Maria.

12:48 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, fico triste... muito. Se sou chorona? Sou, e muito, por isso choro. É sempre assim numa partida e será sempre.
Tuas palavras, acostumei-me a tê-las. Elas me acarinhavam, me beijavam e não vou mais recebê-las?
Por favor!
Maria, tens o meu e-mail. Escreva-me, ficarei deveras feliz. Escreverei tb.
Posso pegar alguns dos teus retalhos de presente? Gostaria de vê-los publicados no meu blog, com sua autoria, óbvio. Um beijo e a esperança de ter-te de volta qq dia.
Anne

12:55 da tarde  
Blogger nobody said...

Que pena!...

1:02 da tarde  
Blogger yogipijama said...

Não posso acreditar.... e julgar que todas estas palavras me fizeram voltar!! Saudades de ler puros e bonitos sentimentos... cansada do vulgar, do que já nada me dá em troca! Gostava muito que assim não fosse, que pudesses ficar... se não por esse amor, talvez pelo carinho de saberes ser escutada! Um beijo enorme, e se puderes, reconsidera! abraço :)

1:20 da tarde  
Blogger c.b. said...

Por aqui deixo um beijo imenso.
As portas da blogosfera estarão sempre abertas para ti.
Muitas felicidades e muitos sorrisos.

Até mais ler Maria

1:48 da tarde  
Blogger corpo visível said...

Até já Maria!
Mando-te um beijo maior do que o mundo!
:)

2:25 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria,
Que gelado está este dia,
frio, sem luz, sem alegria.
Horas de vida, vividas,
momentos de dor, sentidos,
partilhas de amor,
visitas com cor,
e os regressos,
sempre, sempre aquecidos.
Para onde quer que vás,
sê feliz, Maria.
Mas volta.
Dá-nos uma briza,
um só dia,
Maria.
porViseu

2:45 da tarde  
Blogger aldrabar said...

- Não creio que seja este o teu caso: "Aquele que foge na ALTURA CERTA, pode voltar a lutar" (Marco Terêncio). No entanto não te esqueças que "Não é por as coisas serem DIFÍCEIS que não temos ousadia. É por não termos ousadia que as coisas são difíceis" (Séneca). Talvez para ti não seja importante mas, "O insucesso é apenas uma oportunidade para RECOMEÇAR de novo com mais inteligência" (Henry Ford), e quanto a mim, sobre a intencionalidade deste teu último post, eu "Discordo daquilo que dizes mas, DEFENDEREI até à morte o teu direito de o dizeres" (Voltaire).
- Minha querida Maria, não sei bem o que se passa contigo mas, "À beira de um precipício só há uma maneira de andar para a frente: é dar um passo ATRÁS", (M. de Montaigne) e acima de tudo não esqueças nunca que "Se de noite chorares por teres perdido o sol, as lágrimas não te deixarão VER as estrelas" (R. Tagore).
- Cumplicidade? Não me peças para a ter... nunca serei cumplice na saída, nem partilharei essa porta. Conta comigo para te manter cá dentro.

@ simulador

3:04 da tarde  
Blogger Ankh said...

De partida Maria...
Um ciclo que se fecha outro que certamente se inicia...
Sou eu quem te agradece...por tudo.
Espero que me dês o prazer de poder continuar a manter contacto contigo.

Um beijo de imenso carinho...
Isabel

3:04 da tarde  
Blogger katraponga said...

Que pena ires embora. Espero que possas retomar em breve o teu espaço e a tua presença possa voltar. Beijo grande.

3:33 da tarde  
Blogger deSaraComAmor said...

Maria, a tua decisão apanha-me de surpresa. Fico triste por saber que as tuas cumplicidades ficam por aqui... Dá-me sempre um prazer enorme sentir-te nas escolhas que fazes e ilustras com o teu próprio sentir... Resta-me esperar que te faça bem a pausa e ela não seja definitiva... e desejar-te tudo de bom na vida, sem que a chama da escrita se apague nos teus dias. O teu talento e sensibilidade a isso te obriga. Espero que saibas...

Até breve

3:42 da tarde  
Blogger Vivian Nascimento said...

Sentirei saudades tua querida...
Estareas guardada em meu coração, es agora parte de minha historia de minha inspiração...

Deixo-te um beijo e um abraço apertado..
Que as bençãos do Senhor sejam constantes em tua vida e que os Anjos te acompanhe onde quer quer fores...

Saudades!

3:46 da tarde  
Blogger Marta said...

Maria, vou sentir falta aqui deste cantinho.
Apesar de só ter comentado uma vez ou duas(coisa normal em mim) vim aqui muitas mais vezes.
Espero que qualquer dia, quando tiveres mais tempo/disponibilidade/o que for, voltes. :)

Que tudo te corra bem.
E que também tu sejas muito, muito, feliz, com tudo de melhor. Porque tenho a certeza que mereces.
Beijinhos

(Obrigada por todos os comentários lá no meu blog.)
*****

3:49 da tarde  
Blogger Aromas Do Mar said...

Não fui apanhada desprevenida, percebo as razões, mas ainda assim fico com pena desta retirada.
Esta caixinha mágica que nos liga ao mundo, conseguiu uma coisa que por força das circunstâncias do nosso dia a dia fomos perdendo, as visitas constantes que fazíamos aos amigos nas suas casas. Aqui, por mais ou menos tempo que tenhamos, vamos entrando, sorrimos, deliciamo-nos, por vezes deixamos que uma lágrima teimosa caia, deixamos o nosso testemunho, vemo-nos tantas vezes retratados na “voz” dos outros e é esta simbiose que nos vai unindo. Quantas vezes, na leitura que fazemos nas casas que vamos visitando, percebemos a tristeza do momento, e corremos a deixar um testemunho, que quanto mais não seja diz, estamos aqui, as alegrias também partilhamos.
Visitar este espaço, assim como tantos outros, passou a fazer parte do meu dia a dia, das minhas horas de lazer.
Se vou deixar de cá vir? Não, nem eu, nem tu, nem os demais, dias haverá que nos iremos passear por aqui, na serenidade deste espaço, um pouco triste, por vezes, é certo, mas de uma beleza rara.
Procurávamos ontem uma música, um poema de alguém que muito gostamos de ler, não encontramos. Mas enquanto lês estas palavras vai-me imaginando a trautear o pedacinho que sei de cor e que transmite já muito daquilo que sinto, nestas…

“Sete Letras”
Esta palavra Saudade
Sete letras de ternura
Sete letras de ansiedade
E outras tantas de aventura
Esta palavra Saudade
A mais bela e a mais pura
Sete letras de verdade
E outras tantas de loucura…

… Até sempre!

Um beijo da Lina

4:07 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Olá Maria, obtive seu end através dos comentários que faço no blog do Espectro, pois adoro conhecer blogs portugueses, são mais poéticos e sentimentais...
Lindas as suas palavras e sua pessoa.
Se desejar conhecer meu espaço abaixo vai o endereço:
http://fotolog.terra.com.br/jorlua
Tenha uma ótima tarde
bjus
Jorgeti

4:09 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Querida amiga Maria, que todos os teus caminhos sejam de Paz, Sabedoria e Crescimento como ser humano. Desejo-te mil felicidades. Gostei muito de te conhecer. És linda.
Vou ter saudades das tuas rosas brancas.
Um grande abraço, meu e do Vitor.
Até sempre,

Ana (http://a_verdade_da_mentira.weblog.com.pt/)

4:38 da tarde  
Blogger pandora said...

Ver-te partir entristece-me... mais ainda porque mal tive tempo de me deleitar com a tua presença (por culpa minha porque tu estiveste aqui e eu é que não percebi antes). Mas como diz a Lique, vejo-te ir com tanta certeza e serenidade que só posso aceitar a tua decisão, e esperar que um dia voltes e nos encantes de novo com as tuas palavras cúmplices!

Um beijo grande, fico com o teu sorriso e, se puderes, com a tua visita de vez em quando.
pandora

PS. Tb eu já tive momentos em que nada mais podia escrever.
"Todos os dias te arranco de mim, e todos os dias volto a regar as raízes que deixas"... mais um beijo.

6:45 da tarde  
Blogger jotakapa said...

Seja onde for e de que maneira for: Até já, Maria!

6:50 da tarde  
Blogger nocturnidade said...

até sempre Maria,

obrigada pelo teu incansável carinho.


beijo.

7:14 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Risco o corpo com traços da ausência que nos prometes
Refresco a alma transpirada nessa frescura tão quente...
Deleito-me nestas tuas, já tão nossas...!, Cumplicidades
Renasço em teus desabafos, tão suavamente silenciados

Hoje sinto-me parte dessa tua (tão minha...) tristeza!
Imprimo-lhe beijos, notas de despedida e de adeus...
Vivo das palavras que nos deixas, bebo da tua beleza
Apago meus olhos tristes e, cega, revejo-me nos teus!

Por que partes, querida, levando a alma assim magoada
Filha desse desgosto que te dá vida, mas que te a leva?
Mãe da eterna saudade que no peito nos deixas tatuada!

Ah!, doce Maria, por que calas tu tua voz de ternura?...
Por que nos deixas amantes da doçura das tuas mãos?
Dessa magia que te enfeita a alma fatigada e tão pura?

Até sempre...
Um beijo, Litostive

7:52 da tarde  
Blogger OrCa said...

De repente, já todos disseram quase tudo. Por mim, mal chegado, saber-te de partida é uma sensação algo estranha... Mas só SABE porque parte quem parte. Só quem parte SENTE o porquê dessa partida.
Para quem fica, resta-lhe o aceno, a lágrima ou a indiferença.
E eu acabei de ler por aí fora dezenas de comentários empenhados, interessados e - quem sabe? - até apaixonados. Que hei-de dizer mais que graça tenha? Nada!
Deixo-te apenas o meu aceno, ao longe, na esperança de que o apercebas como um chamamento.
Mil venturas! E um beijo, até à volta.

8:17 da tarde  
Blogger zakina limioska said...

Ó Maria, não faças isso que a tua alma poética vai fazer falta a todos nós! :(
Um abraço apertadinho

8:32 da tarde  
Blogger Luna said...

Fui a primeira a comentar a tua despedida...pensando ser fácil partir.
Não tem conta as vezes que aqui já vim depois deste sorriso...e tanta gente a pedir Fica Mariola...
pergunto-te far-te-á bem sair? E todos nós não valemos mais que o que te faz partir...Fica sim Mariola
serei a ultima? e amanhã novo post para te comentar...gostava

10:39 da tarde  
Blogger Hipatia said...

Nunca gostei da palavra "adeus". Nunca a uso. Não entrego "a Deus" - pois se nem sei se ele existe realmente - o que apenas depende da nossa vontade.

A tua vontade (necessidade?) é partir e suponho que deveria ser respeitada. E, no entanto, a minha vontade - a de tantos - é que fiques...

Um até já, talvez... Às vezes as pausas são necessárias para retemperar as forças, para ver de longe o que está demasiado perto e nos turva os discernimento.

Deixo-te um beijo e um desejo meu: vai espreitando para dizer olá.

Até já, Maria. Até já...

12:19 da manhã  
Blogger justanothernickname said...

What's que vai sobre aqui? Todos parece assim sad? Você que vai em um desengate, * Maria *?

1:08 da manhã  
Blogger Gilda said...

Finalmente consegui!
Fica o sorriso lindo, Amiga. Recomeçar é sempre bom... na hora certa ainda melhor.
Beijo imenso e um xi bem apertadinho.

1:44 da manhã  
Blogger João Heitor said...

Na união, reside a força. E nela, a determinação.
Em ambas encontras nestes post's o reconhecimento e o carinho. Aquelas pequenas palavras, que traduzem pequenos sentimentos, mas que carregam toneladas de prazer, de satisfação, de Suplemento de Alma...
Tens aqui o teu Suplemento de Alma. Os teus amigos. Os teus visitantes. Os que não te conhecem te acarinham...
Mais do que isto? Não existe... É pura ficção...
Até amanhã!

1:46 da manhã  
Blogger stillforty said...

Há um profundo sentimento de vazio que se recusa a ser preenchido por sonhos que nunca se tornarão realidade.
Não sei que espécie de carta de despedida é esta, mas sei que vou sentir imensamente a tua falta.
És linda Maria.

2:04 da manhã  
Blogger personna said...

("Não se dar é dar-se ainda. É dar o seu sacrifício...") Marguerite Yourcenar

... um beijo, um abraço... sentido.

2:54 da manhã  
Blogger nikonman said...

Um beijo grande para ti, com desejos que saibas encontrar, fora deste espaço, a tranquilidade necessária que te permita encarar, com optimismo, o desafio que tens pela frente.
Compreendo, respeito e apoio a tua decisão de te refugiares noutros cantos. A procura da felicidade obriga-nos, muitas vezes, a inverter caminhos.
Sei que conseguirás encontrar o teu.
Até sempre!!!

9:14 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Oi Maria, feliz com o teu comentário e mais ainda por saber que terei sempre as tuas palavrinhas queridas por lá.
Hoje publiquei um texto teu, Há tanto tempo desejei, mas fui deixando, deixando. Mas nunca é tarde, não é mesmo?
Uma beijoka e siga feliz, com paz no coração que é mui lindo.
Anne

9:24 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

... sonhos que nunca se tornarão realidade, ai de mim.
...
Que o sofrimento motivado pela privação permanente
Não passará nunca, por muito que façamos de conta.
...
Deixemos repousar as coisas do coração por aqui, antes que nos aniquilem.
Porque as da amizade essas, para mim, serão eternas.
Intimo-te a que não me faltes em momento de aflição, se puderes!
...
És aquilo que de mais belo me aconteceu e resides já no meu peito num canto único.
Agora, retém as lágrimas.
...
Que te acompanhe sempre um beijo que principia aqui...

Até sempre, minha Adorada!

J

9:33 da manhã  
Blogger Ritinha said...

Maria, um beijo enorme.
Sei que quando voltares voltarás mais forte.

9:35 da manhã  
Blogger Vera Cymbron said...

Nem acreditei quando li a tua mensagem lá em casa...
Reli e reli e neguei-me a acreditar!
Maria, não sei as tuas razões, mas o meu dever como amiga é compreender! Por mais que as tuas palavras me vão fazer falta primeiro estás tu... e conto com a tua visita sempre que possas, viverei á espera desta visita.
Boa viagem, bom recomeço, eu ficarei aqui.
Muitos jinhos já com saudades!

9:38 da manhã  
Blogger Sandro said...

A blogosfera fica mais pobre a partir de agora...
É com muita pena que te vejo partir, e gostava de saber o que dizer, ou fazer para que mudasses de idéias.
Mas esse é um poder que não tenho.
Vou sentir falta... muita mesmo!
Um beijo grande e boa sorte para todos os projectos em que te metas de coração.

10:09 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Maria... em primeiro lugar espero que voltes um dia! Em segundo espero que as palavras que tão bem escreves sejam publicadas não num blog mas num livro com muitas páginas. Obrigado por muitos momentos de reflexão! Aníbal

10:28 da manhã  
Blogger litle lucy said...

Um silêncio caloroso e amigo..Um beijo no teu rosto e uma caricia na alma Fica bem doce Maria *Rose*

12:55 da tarde  
Blogger maat said...

maria, desejo-te toda a alegria branca no teu ser.
estarás sempre presente no meu coraçãop.
beijinhos, minha amiga.
obrigada pela tua ave-presença.


se regressares, avisa.

1:12 da tarde  
Blogger R/B Estação said...

Olá Maria. Lamento que partas assim, mas se é para o teu bem desejo-te muita sorte.
Faço minhas muitas das palavras deste post, mas não te esqueças que estar cá também nos ajuda a preencher uma parte desse vazio que sentimos. Sabemos que não estamos sozinhos, que há mais gente que sente como nós, e além do mais gosta do que escrevemos.
Cá te aguardo para mais Cumplicidades que espero poder partilhar contigo.
Um Grande Beijinho.

1:40 da tarde  
Blogger Luis said...

Como te atreves a partir assim, querida Maria?
Podias fazer um post semanal ou quinzenal ou mensal, não necessitas ser tão drástica; não mates o cumplicidades; não nos deixes órfãos das tuas palavras e da tua presença.
Quando puderes, deixa uma palavrinha no Ourém, eu semearei por lá umas provocações para te forçar a regressar.
Um abraço
Luis

2:09 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria,
venho desejar-te muitas felidades nos teus projectos.
Sei bem o que é não ter tempo para uma coisa que nos dá muito prazer, como a escrita. Porque tantas e tantas outras coisas nos absorvem!
Estou certa que continuarás a escrever, talvez só para ti, e que um dia voltarás, quanto tudo estiver mais calmo.
Pela minha parte, quero dizer-te, bem alto: Sê Feliz!
E... Até Sempre!
Um beijo grande

Vulcão
Devaneios

3:00 da tarde  
Blogger frog said...

Até SEMPRE minha querida amiga!... ATÉ JÁ!

3:17 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Adorei este poema Maria, apesar da tristeza c ke fikei ao ver q te vais ausentar.. Espero q voltes, n sei, talvez um dia. Espero q corra tudo bem ctg e que sejas mt feliz. Um beijo mt grande. Andrye.

4:12 da tarde  
Blogger jose said...

Maria:

Hoje os meus olhos choraram e o meu coração ficou triste, com o teu "até sempre".
Estejas onde estiveres, muito ou pouco ocupada, lembra-te que MOÇAMBIQUE e eu em particular, te vamos sempre, o primeiro recordar com carinho os passeios que partilhamos e o segundo sentir saudades das maravilhosas colecções de palavras que o teu blog sempre teve.
Obrigado, Maria Branco ficas no meu coração!!!

5:47 da tarde  
Blogger amita said...

Disseste-me que ias partir, distraída no momento não aprofundei, mas prometeste ir voltando, sempre. Fico, como todos os que gostam de ti e que são muitos, esperando. Saudades ficam já de uma partida anunciada, mas estarás sempre presente em nós, por isso não te digo um adeus mas sim um até breve. Que a vida te sorria minha Amiga Maria. Bjinhos e até já

6:22 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Querida Maria,

o tempo aqui pára para te ouvir falar
melodiosas palavras, plenas de ternura
e agora um Adeus...já saudade

Bjnhos Ana Prata

9:21 da tarde  
Blogger JPD said...

Olá!
Acho que me vai custar mais saber-te ausente do que tu resistires a tanto comentário...brevemente estarás de regresso. Como poderia ser de outro modo? mantendo um blog com uma qualidade destas quem pode resistir senão a uma paragem?
Eu não seria capaz!
Mostra que também não és e regresso o mais cedo possível.
Beijinhos

9:53 da tarde  
Blogger lualil said...

Maria,
Fico,repleta da tua sensibilidade, das tuas belas palavras, da tua poesia sem medida.. fico com o teu sorriso!
E sigo... a espera da nossa felicidade! Desejo-te sorte.. desejo-te perseverança.. desejo-te paz!
e no mais só tenho a agradecer a ti... por ti!
beijos de imenso carinho
até sempre!!

2:43 da manhã  
Blogger Marta said...

Até semppre, foi um prazer ler-te e receber-te. Sucesso e felicidades nos teus projectos. Beijo grande

9:40 da manhã  
Blogger rfarinha said...

Há alturas em que nos precisamos de afastar para nos encontrarmos... Até sempre ;) Bjs

11:57 da manhã  
Blogger Nilson Barcelli said...

Maria Branco
Estar de partida pode ser uma chegada a qualquer coisa que queremos. Espero que seja o teu caso.
Obrigado pelas tuas palavras.
Da minha parte foi um prazer enorme "conviver" contigo durante todo este tempo. Gostei de ler tudo que superiormente escreveste.
Já tenho saudades tuas.
Desejo-te as maiores felicidades e, se puderes, a tua volta (ainda que só aos blogues) será uma coisa boa para mim.
Beijo grande.

12:51 da tarde  
Blogger tartaruga said...

Nestas horas de despedida nunca sei o que dizer! Obrigado será a palavra certa ou quase certa... obrigado por teres estado "sempre lá" com as tuas palavras, com os teus sorrisos... o teu apoio... é realmente dificil perceber os sentimentos que se criam aqui na blogosfera... sinto que me estou a despedir de uma grande amiga embora só agora te tenha conhecido o sorriso... embora já o adivinhá-se luminoso como é na realidade! Não deixes de me visitar e dár noticias querida Maria! Até sempre, até já... Um GRANDE SORRISO :)

6:12 da tarde  
Blogger sónia said...

Era mesmo verdade?!!! Um grande beijo para ti e todas as felicidades do mundo.

6:15 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

até breve, maria. até breve.
bjos
filho

7:03 da tarde  
Blogger Palavras de Algodão said...

Eu sei!
Os sonhos existiam,
Havia poetas que declamavam,
Enquanto eu fingia tempo demais
(Acompanhada por vontades mórbidas)
Rascunhando garatujas:
Que os ontens tinham acabado,
Que os amanhãs trariam tanto!
Talvez o tudo...
Tudo de bom!

Vil mentira!
Só existe imensidão!
Uma linha recta,
Infinita,
Delimitando um horizonte
Um deserto,
Pleno de hojes como cactos!
Não acaba!
Não se apaga!
Inextinguível!
Que nem se ouse tentar!
Não se alcança o infinito!
Definitivamente,
Um dogma!

Por isso,
Estou de abalada.
Profiro a palavra interdita,
(Escrevo-a nas costas do bilhete)
Este Adeus que escondi,
Que julgava apagado,
Que atirara,
Para a cordilheira da lembrança…
Do mais recôndito de mim!

Sei da única coisa que sinto,
Que ainda consigo ter:
Sinto um vazio,
Que vai para lá da angústia,
Que tem travo amargo de fel!

Acabo-me!
Vou-me, então!
Já deixei cair as palavras,
As que levava num braçado,
Porque os braços
Perderam toda a força…

Agora, sim!
A estação do Outono
Cobre um chão de desalento,
E vai tapando tudo o que um dia,
(Eu pensara,
ou, julgara),
Que ao escrever,
Faria sentido por tão verdadeiro!

………

Ainda vi o comboio desaparecer…
Ele foi! E eu?
Espero que chegue o próximo,
Pois sei que vou,
Que parto, para sempre,
Levando como única bagagem,
Um bilhete,
Que não consegui dobrar,
Com uma palavra que fere
E que me faz sangrar a mão…

Tudo de bom, Menina de Ouro!
Tudo de bom!
Um até já apertado!

7:48 da tarde  
Blogger Hugo Cristóvão said...

É uma pena que deixes este espaço Maria, mas como nada é definitivo, nem da morte temos essa certeza, estou certo que algures encontrás novo espaço de cumplicidades. Até

1:30 da tarde  
Blogger Piolha said...

Bem Maria, é pena que vás porque é sempre um prazer muito grande ler-te mas sempre ficam cá as tuas escritas para recordarmos e talvez um dia voltes =)nunca se sabe... este era um espaço muito agradável e vai continuar a ser! Um beijo com ternura *

4:05 da tarde  
Blogger heloisa said...

*QUERIDA MARIA*
Li, cada uma das MENSAGENS aqui deixada e, cada uma delas A DIGNIFICA, MARIA*; e DIGNIFICA ambem quem as DEIXOU!!!!!!!!

_Cada UMA dessas MENSAGENS (mais ou menos "poeticas")contem *UMA FRASE OU DUAS... das que eu lhe queria aqui deixar, para expressar o meu sentir, e, nao o sou capaz de fazer neste momento!
Assim, digo-LHE, veja a minha mensagem como um "PUZZLE" construdo com "pedacitos" de cada uma delas!
FINALIZO DIZENDO:_"FICO A ESPERA"_O RESTO JA' LHO DISSE POR OUTRAS VIAS!!!!!!
_QUERO, DESEJO, ORO E LHE "IMPLORO":_TECA A TEIA DA SUA FELICIDADE! E... ATE' JA'!
MINHA AMIZADE!_MEU CARINHO! AQUI, ALI,EM TODA A PARTE!
Sua, de coracao, Heloisa.
_ATE' LOGO_!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

1:27 da tarde  
Blogger polittikus said...

NÂO... não tis embora. Não te perdo-o, isso não. Quantas frases, quantos poemas retirei do teu blo para enviar a quem amo. NÂO, não podes fazer isso... Se não houver alternativa, espero apenas que a vida nos torne a cruzar... Até amanhã.

11:38 da tarde  
Blogger g. said...

até já doce maria, encontra a paz para o teu coração lindo e volta com as tuas ternas palavras de amor. conhecer-te e partilhar cumplicidades contigo foi das coisas bonitas que me aconteceu este ano, sentirei a tua falta mas também sei que necessitas deste tempo para ti. eu estarei deste lado em qualquer momento. como te disse no texto do principezinho tu
tens uma estrela que brilha só para ti, milhões de estrelas a brilhar e a tocar... linda maria o importante a gente não vê, o importante vê-se com o coração e, estou certa que nos conquistaste o coração. a mim conquistaste e onde quer que estejas tens um cantinho especial no meu coração. mil beijos com carinho no teu coração de menina

1:11 da manhã  
Blogger Alma said...

Querida Amiga ... até sempre ... não preciso de dizer que continuarei aqui ... Bela Maria vai-me fazer falta ler-te :)
Não desanimes ... a vida é mesmo feita destas coisas ... é uma caixinha de surpresas ... e eu ... eu navego na crista da onda ... e tu ... se n tiveres forças ... basta segurares a minha mão ... q eu levo-te comigo :) Muitos beijinhos e um abraço daqueles que aquece o coraçãozinho :)

3:26 da tarde  
Blogger Milton said...

Uma pena que tenha te encontrado no momento que te despedes. Em meu último post és minha personagem... Não te assustes. Beijo, querida.

6:02 da tarde  
Blogger Carmem L Vilanova said...

Querida Maria!
De fato, desde que te fostes a "blogosfera" já nao tem a mesma cara, falta teu doce sorriso, tuas palavras de amor... Este nosso "pequeno mundo" se tornou um pouco mais triste com tua ausência... Órfaos, assim nos encontramos hoje!
Muita sorte e felicidade nos teus novos projetos! Nossos bons pensamentos estarao sempre contigo, doce e boa Maria!
Muitas saudades!
Carmem Lúcia Vilanova

3:57 da manhã  
Blogger Carmem L Vilanova said...

Querida Maria!
De fato, desde que te fostes a "blogosfera" já nao tem a mesma cara, falta teu doce sorriso, tuas palavras de amor... Este nosso "pequeno mundo" se tornou um pouco mais triste com tua ausência... Órfaos, assim nos encontramos hoje!
Muita sorte e felicidade nos teus novos projetos! Nossos bons pensamentos estarao sempre contigo, doce e boa Maria!
Muitas saudades!
Carmem Lúcia Vilanova

4:01 da manhã  
Blogger Bruno said...

O_O =(

1:42 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ah meu amor não vás embora
Vê a vida como chora
Vê que triste esta canção

Não eu te peço não te ausentes
Pois a dor que agora sentes
Só se esquece no perdão

Ah minha amada me perdoa
Pois embora ainda te doa
A tristeza que causei

Eu te suplico não destruas
Tantas coisas que são tuas
Por um mal que já paguei

Ah meu amado se soubesses
A tristeza que há nas preces
Que a chorar te faço eu

Se tu soubesses num momento
Todo o arrependimento
Como tudo entristeceu

Se tu soubesses como é triste
Eu saber que tu partiste
Sem sequer dizer adeus
Ah meu amor tu voltarias
E de novo cairias
A chorar nos braços meus

De repente do riso fez-se o pranto
Silencioso e branco como a bruma
E das bocas unidas fez-se a espuma
E das mãos espalmadas fez-se o espanto

De repente da calma fez-se o vento
Que dos olhos desfez a última chama
E da paixão fez-se o pressentimento
E do momento imóvel fez-se o drama

De repente, não mais que de repente
Fez-se de triste o que se fez amante
E de sozinho o que se fez contente

Fez-se do amigo próximo o distante
Fez-se da vida uma aventura errante
De repente, não mais que de repente.

Ai meu amor tu voltarias
E de novo cairias
A chorar nos braços meus.

Vinicius de Morais

Muitos beijinhos doce Maria

2:01 da tarde  
Blogger PARTILHAS said...

Queria que soubesses, que embora as tuas palavras, não me tenham deixado, tenho saudades da intesidade, destes que aqui Partilhas comigo, contigo, connosco; o mundo. Que tanto te Ama, que tanto de bem te deseja, a ti minha doce Maria.
Um beijo

10:00 da tarde  
Blogger Tim Bora said...

Ainda há lugar para mais um? Não me venho despedir, apenas dizer "Olá".
Beijo.

11:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Olá Maria, enviei um e-mail com os dois endereços, creio que o segundo está recebendo mensagens. o número do telefone não consegui.
Qq coisa entrarei em contato, ok?
Beijinhos
Anne

7:23 da tarde  
Blogger Night Wolf said...

Nunca fui bom nesta coisa das despedidas, por isso te digo ATÉ JÁ.
Mordidela doce.

11:46 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ó lobo se te apanho a jeito levas um tirinho. Vai dar dentadinhas pra outro lado. Na minha Maria ninguém morde, ouviste?
O Caçador de Lobos e Protector de Meninas Inocentes.

4:44 da tarde  
Blogger Milton said...

Quantos comentários! Quanto pedidos! Quantos lamentos! Acho que o Cumplicidades vai voltar logo logo.

Vim aqui para te avisar que o Rogério fez um belo comentário me pede para... Bom, por favor, vá lá e leia!

Beijo carinhoso, minha nova amiga.

7:16 da tarde  
Blogger AmigaTeatro said...

Venho, hoje, decidida a ler o post actual e aqueles que eu , pelo tempo, não li.
E deparo-me com uma despedida, não esperava...
Vou ter saudades do cumplicidades , sem dúvida que é um dos sítios que eu gosto de estar. Este ciclo acabou, mas sei que outro, mais tarde ou mais cedo, começará. Fico à espera.

E por tudo isto volto a dizer que um dia deveria ter 48 horas... lol
Um beijo, Maria,
E vamo-nos “vendo” por aí ;)

Sara

6:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, nada é para sempre...então espero que voltes um dia. Foi bom te conhecer. Beijos

Marcia http://www.lendoesonhando.blogger.com.br

5:41 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Espectro #999 diz ...

Maria, tudo tem o seu fim.
Mas nunca esperei ver o teu [...]
Logo agora que te tinha descoberto
De outros projectos pões-te a coberto .

Um grande beijo.
Inté.

6:07 da tarde  
Blogger Bruno said...

Já voltavas tenho saudades tuas ;(

10:24 da tarde  
Blogger Poemas de amor e dor said...

Maria sei que está aí por isso escrevo.
Comprei um livro chamado “Contos de Natal” de João césar das Neves que se lê sem parar. Fala num outro Natal, livre de consumismo e diz que o Natal não é quando o homem quiser. Diz que Natal é a comemoração do nascimento de um Menino. Afinal... também eu acabo por transformar o palheiro num supermercado.
Feliz Natal

2:03 da tarde  
Blogger Dream said...

Quero acreditar que vais voltar, que não passará de uma pausa, quissá um momento para reflexões e passagem de um tempo cronológico para outras actividades.

Se estiver errado, então que o contacto não se perca, seja na minha página, no MSN, e-mail.. que o mesmo perdure, tenho e sempre terei um espaço para ti nos horizontes, ou universos deste mero sonhador.

Beijo grande.

10:54 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Oi linda Maria, que bom amanhecer o dia e ler tuas palavras TÃO QUERIDAS. Adoro tudo que vem de ti, amiga.
As saudades são tantas! Mas há um momento que queremos parar, nem que seja por tempinho. Temos que respeitar a nossa vontade. Eu sou assim, só me sinto bem fazendo as coisas com amor, com a alma. Há dias que não quero escrever e tb fazer algumas outras coisas e ponto final. Bom ter essa liberdade, pois nada forçado presta.
Querida, obrigada pelo carinho do teu comentário. Uma beijoka e tudebom sempre. Muitos beijinhos e fica bem com teu amore.
Anne

2:25 da tarde  
Blogger pedra said...

Gostava de te deixar um poema mas, às vezes, entupo-me quando mais falta faz. Sei que encontrarás o caminho da tua felicidade. O futuro não existe, é uma construção de cada dia que passa e tudo está dentro de nós. Um Beijo grande de uma antecipada saudade do teu blogue.

5:11 da tarde  
Blogger Anjo élico said...

Temi pela visita - agora que te me mostraste - porque saberia não ver-te, mas encontro-te sempre!
bj

11:47 da tarde  
Blogger Águas de Março said...

Maria, venho desejar-te um bom Natal, cheio de amor, ternura e um mundo de coisas boas, que bem o mereces, amiga!
Desejo igualmente que o novo ano te seja generoso e te traga aquilo que mais desejares pessoalmente, e para o teu projecto!
Um grande abraço amigo, e até sempre,
Ana Maria

1:34 da tarde  
Blogger rfarinha said...

Certa de que voltarás, prefiro dizer um até já... ;) bjs [Bom natal e boas entradas]

7:59 da tarde  
Blogger Estrela do mar said...

...não tenho palavras...não gosto nada de despedidas...mas dir-te-hei que gostei muito de conhecer o "cumplicidades", como a pessoa que o escreve...pois transmites ser através das tuas palavras tão sensatas uma pessoa espectacular!
Um até breve.
Um beijinho*.

8:03 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Espectro #999 diz ...

Maria Branco [...] como é, demora muito ou faz serão. Acho que já fizeste o possível para desistires mas estás a ver que a gente não está a gostar lá muito da ideia. Vai daí, para quando o reinício deste teu cantinho plantado à beira mar ?
Beijocas e inté.

4:57 da tarde  
Blogger Vera Cymbron said...

Parece que há muita gente que não pode passar sem ti...
Como eu compreendo...
Minha ganda maluka!
Jinhos e volta...

5:46 da tarde  
Blogger jose said...

Obrigado Maria e para ti, para os teus familiares e todos os visitantes do teu CUMPLICIDADES,eu desejo um Bom Natal e um Ano de 2005 melhor que o anterior, e... volta!!!!!!

11:01 da tarde  
Blogger Maria_Oliveira said...

Deixo-te o meu beijo carinhoso de sempre, Maria Menina, Maria Mulher. Grata pela tua mensagem de Boas Festas, retibuo-as e torço pela tua Felicidade.

12:06 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

olá maria.
bom natal e feliz 2005 para vc.
continuo na expectativa de ler de novo suas belas palavras aqui neste espaço (ou em qualquer outro, apenas diga-me onde).
beijos
filho

1:01 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO 2005!!!!!

João Maria

joaomaria1@sapo.pt

http://apenasoamor.blogs.sapo.pt

4:13 da tarde  
Blogger Nilson Barcelli said...

Um Bom Natal e um 2005 cheio de coisas boas,
Para ti e para a tua família.
Beijinhos.

5:30 da tarde  
Blogger ognid said...

Maria, foi curto o tempo que passou desde que nos “conhecemos” por aqui. Chegou no entanto para tomar consciência do teu enorme talento. Mais do que isso e muito, mas muito mais importante chegou para descobrir uma excelente pessoa, sensível, amiga. Uma pessoa linda. Magoa-me o teu abandono desta nossa comunidade. Sinceramente. Vais fazer-me falta. Espero que, mais tarde, quando te sentires preparada para isso, possas voltar para o nosso convívio. Amiga, sabes onde estou. Um beijo muito grande para ti.

7:39 da tarde  
Blogger ti said...

Só te conheci agora mas ainda a tempo de desejar um feliz Natal

11:09 da manhã  
Blogger óssóbó said...

belo, sincero e muito sentido
apareço...

5:38 da tarde  
Blogger Å®t_Øf_£övë said...

Passei só para te desejar um optimo Natal com tudo de bom para ti.
Um beijo enorme.

2:40 da manhã  
Blogger LM said...

Oi passei para desejar um Bom Natal e dizer que tens lá uma prenda no meu cantinho faz favor de lá ir levanta-la.

4:01 da tarde  
Blogger gandratruck said...

simplesmente, o melhor Natal para ti

beijinho,

um dia se precisares de mim, procura-me nem que seja para beber uma agua com limão ou apanhar a tia...:)

fica bem, que os teus projectos sejam a tua realização pessoal.

gosto muito de ti, e hoje não ponho anonymous...

6:23 da tarde  
Blogger yogipijama said...

Maria... que falta imensa... não encontro outro meio de comunicar para retribuir os teus votos com o mesmo carinho! Será que existe limite para os comentários?? espero que não!

Desejo-te um Natal soberbo e um 2005 magnifico, com todos os teus sonhos realizados e sorrisos multiplicados.

beijo enorme ;)

7:36 da tarde  
Blogger R/B Estação said...

Olá Maria! Espero que ainda passes por cá, pois vim desejar-te um Natal muito Feliz. Pedi ao Pai Natal pa voltares. Espero que ele nao se esqueça de mim. ;)
Beijinhos Grandes.

11:06 da manhã  
Blogger Vivian Nascimento said...

SAudade de Ti querida..
Te levo em meu coração..
Feliz Natal para ti...

Grande bjo!

4:35 da tarde  
Blogger Francisco Nunes said...

Nesta amálgama de comentários repito o que muitos fizeram: Peço-te que fiques...
Já agora: Um bom Natal e um melhor 2005 para ti e para todos os teus.

Um abraço,
Francisco nunes (Planície Heróica)

7:53 da tarde  
Blogger OrCa said...

Porque estou certo de que por aqui passarás, deixo-te a minha prenda de Natal. Muito pouco. Apenas isto:
Por graça, com leite-creme e rabanadas, depois do bacalhau cozido, o meu presente de Natal:

POEMINHO

Neste Natal
Afinal
Vou embrulhar o poema
Numa folha de jornal
Vou deixá-lo assim quentinho
Entre passas e azevinho
Regá-lo com um bom vinho
E chamar-lhe poeminho

Decerto que assim tratado
Ficará mais animado
Quem sabe?...
Mais redondinho

Só então o lançarei
Aos quatro ventos da sorte
Para que não perca o Norte
Nem se engane no caminho

Ao bater à tua porta
Recebe-o com carinho
De mim ele leva um abraço
E o papel de jornal
É só p’ra ficar quentinho

Porque afinal
É Natal
E ele é só um poeminho.

- Jorge Castro
Dezembro de 2004

4:52 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Um beijo Maria. Paz e serenidade neste Natal. Muitas saudades.
porViseu

5:11 da tarde  
Blogger Marta said...

Maria,
Feliz natal, com tudo o que de melhor houver.
Beijos
****

6:45 da tarde  
Blogger vmar said...

Um Bom Natal e um óptimo Ano Novo são os desejos da Verdade da Mentira.

10:44 da tarde  
Blogger heloisa said...

VIM AGORA, AQUI*, COM UMA SECRETA ESPERANCA DE QUE A ENCONTRRIA *AQUI* NOVAMENTE!!!!!!!!
ASSIM: "RENOVO" MEUS VOTOS DE BOAS FESTAS!
2005, seja o ANO de CONCRETIZACOES ADIADAS! E... DE ALGUNS *SONHOS* TORNADOS REALIDADE!!!!!!!!!!!
BEIJINHOS_MUITOSSSSSSSSSSSSSS_!!!!!!!!!
Sua Amiga_SEMPRE_!
Aguardo Suas LINDAS PALAVRAS, la' na minha "Caixa de Correio"!
_FIQUE EM HARMONIA!
Heloisa B.P.
*************************************

11:20 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, por vezes passo por aqui, silenciosamente, esperando ver novas palavras... sei, contudo, que por vezes são necessárias rupturas.... mudanças, como aquelas que são sempre desejadas por esta época natalícia. E é isso que desejo... umas Boas Festas e um Ano de 2005 com tudo o que se deseja... em especial afectos.
Bjs.
lu.
(Lugar efémero)

11:19 da manhã  
Blogger Poemas de amor e dor said...

Maria
Minha doce amiga. Escrevo-te porque sinto a falta das tuas cumplicidades. É como se uma onda gigante tivesse atingido tanta gente que sente a falta das tuas doces palavras. Escrevo-te porque gostamos da tua ternura. Escrevo-te porque sei que voltas. Escreve tenho a certeza que voltas...afinal todos te esperamos. Sabes todos nós somos carentes de ternura. Eu sei que tu também alimentas a alma com as palavras ternas que te devolvemos e devemos. Todos, afinal, precisamos que nos tratem bem. Estamos fartos das não palavras. Estamos cercados de egoísmo e talvez por isso sentimos a tua falta. Sei que alimentar um blog cansa, consome quando a alma é grande como a tua. Cansa dar. Pois dar é maior que receber. Aceita todo o meu carinho toda a nossa e minha amizade. Afinal nós não somos amigos virtuais, somos muito mais: - reais -, com todos os defeitos, com todas as nossas fraquezas, mas neste grupo eu não vislumbro ou só que seja ingrato e indigno de continuar a receber o teu carinho.
Um beijo deste que muito te quer.
Esperando por ti nos "Poemas de amor e dor"...
Feliz 2005 são os votos deste teu cúmplice...
Rogério Simões

3:08 da tarde  
Blogger Estrela do mar said...

...Maria venho desejar-te um ano de 2005 muito bom para ti e para a tua família...
Um beijinho*.

2:05 da tarde  
Blogger Cacusso said...

Querida Maria,
um Ano Novo cheio de tudo quanto alguma vez almejaste.
Isto é sincero, mas trivial...
Fica o meu desejo sincero - e de toda a blogosfera - o teu regresso, se possível no dia 31 de Dezembro, antes de 2005.
Um feliz ano, querida amiga!!

4:51 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Às vezes não entendo as saudades que tenho de ti...
Beijinhos da Vera, espero que estejas bem.

4:51 da tarde  
Blogger António San said...

Olá Maria, como vês não consigo deixar de cá passar na esperança de te ler de novo. É o vício de se gostar de alguém que se conheceu virtual mas tão forte e real. Volta, fazes falta.
Quero deixar-te o meu desejo de um 2005 cheio de venturas, conquistas e percursos luminosos. Muita saúde, paz, serenidade e amor.
Um beijo do tamanho da saudade de ti.

3:43 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Oi querida Maria, voltei ao teu lindo espaço, no finalzinho de 2004, com um prazer imenso.
Deste ano que passa, preservo os sentimentos, as amizades, vivenciados ao longo dos dias e noites.
No meu coração, há um lugar reservado para ti, minha amiga e para tuas lindas e doces palavras. Por mais que encha, continuará a espera de mais e mais.
Hoje quero reacender as alegrias que sempre deram cor à vida e pedir a Deus por mais amor. Tua amizade foi maravilhosa, um presente dos melhores que tive no decorrer de todo ano. Para mim, particularmente, 2004 foi um ano feliz, mas não se levar em consideração as mazelas do mundo, como esta última catástrofe que me deixou triste.
Espero poder partilhar de um Ano Novo com mais Paz e mais amor entre os homens.
Beijinhos, Linda e tudebom para ti e tua família, ok?
Beijos.

7:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O último comentário foi meu. Anne.
Beijokas e uma virada de Ano com muitas alegrias.
Anne

7:04 da tarde  
Blogger Carlos Gil said...

Um beijo muito carinhoso para ti. Que '05 seja... como tu o quiseres, molda-o para ser o teu ano "tal". E regressa à blogosfera ;-) ...

8:40 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

2005 feliz, Maria.

recebe o meu abraço grato e o meu beijo fraterno.

http://amoergosum.blogs.sapo.pt

9:27 da tarde  
Blogger Ritinha said...

Linda Maria, beijos. que 2005 te realize todos os teus sonhos

10:44 da tarde  
Blogger maat said...

não posso deixar de passar por este lugar alvo como as rosas que nos deixaste .
Grata pelas tuas palavras .
um dia belo e raro como as jóias que se aguardam no coração.

bjs.

12:42 da tarde  
Blogger Bélinha said...

Olá
Obrigado por visitares o meu espaço
Visitei o teu e adorei
Vou lá voltar sempre que possa
Sabes ,na verdade eu sou alentejana,mas nesto momento encontro-me a estudar em Tomar
Um grande beijinho
PARABÉNS PELO TEU EXCELENTE BLOG

10:51 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, passei pra ti desejar um ano de 2005 com muitas realizações. Paz, saúde, amor e muita luz em seu caminho.

Marcia http://www.lendoesonhando.blogger.com.br

11:43 da tarde  
Blogger Alexandra Alpha said...

A navegar, a navegar, aqui vim parar.
E acompanharei sempre que possa. Fabuloso!
* * *

9:06 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Well done!
[url=http://kutyorql.com/zdao/fwut.html]My homepage[/url] | [url=http://sfjxihap.com/rena/xapu.html]Cool site[/url]

1:11 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Thank you!
My homepage | Please visit

1:12 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Thank you!
http://kutyorql.com/zdao/fwut.html | http://bisfsgdc.com/trqb/yoqg.html

1:12 da tarde  
Blogger 日月神教-向左使 said...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,a片,線上遊戲,色情遊戲,日本a片,性愛

2:37 da manhã  
Anonymous The Complete TAO Attraction System said...

Vou reter o sorriso, vou ficar com as palavras que me foste dando, aqui e no meu canto. Vou fazer de conta que não percebi o que escreveste aí em cima. Vou ficar ficar com os carinhos todos que me deixaste ao correr destes meses de convivência. Vou ficar contigo, comigo.
Beijos meus para ti.
The wind will always cry, Mary. Me too

11:19 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

actualizações de weblogs portugueses