Cumplicidades

Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca...

quarta-feira, outubro 06, 2004

Aromas (de ti)

Os dias volvem-se, mas a rememoração do teu corpo enredado no meu, com os olhos e as mãos a ditarem os acordes da sublimação, continua a ser uma sinfonia... sempre por dentro do que temos de mais cúmplice, íntimo, único e nosso, conto-te.

De quantas palavras, gestos e pensamentos precisarei propalar para te inquirir de todos os sonhos? Os que detemos e que fazem parte todas as nossas vidas, as que comungamos e as que sonhamos.

Continuo a contar-te que os meus sonhos se fundem nos teus, qual corpo sedento de outro que se encrisalida como se fosse um único. Depois, ambos, bem por dentro de ambos. Um no outro a sentir cada um deles e a fazê-lo tornar-se Um, qual cosmos de sensações e êxtases, sempre em fusão, por dentro das mentes de cada um, conto-te com tantas palavras iguais, mas que me saíram assim como se fossem beijos...

Deixa que faça das palavras beijos, e beijos de cada palavras que te escrevo

Deixa que te conte como te desejo, aqui e agora, para renunciarmos ao tempo e fazermos dele, do tempo, o instante em cima de cada instante; o momento em momentos de profusão com teu corpo por dentro do meu a tua alma por dentro da minha.

Deixa que percorra o teu corpo de sabores e ânsias com lábios de palavras que são beijos


Pararmos o tempo e saciarmos todas as sedes: a dos teus lábios nos meus, a dos teus olhos a vislumbrarem os meus e a pedirem-me que te ame. Sentir tudo o que se deve sentir quando os corpos dialogam com as palavras, notas e acordes de todas as sinfonias.

Deixa que me perca em ti sem palavras e desejos. Sem palavras, apenas beijos que são palavras.


Depois, pedir ao tempo que continue a volver os dias dentro da normalidade e da mortalidade. Entretanto os nossos corpos apoderaram-se da dádiva dos deuses e com eles foi percorrido o caminho da sublimação.

Deixa que os beijos sejam palavras, e que as palavras sejam beijos...



45 Comments:

Blogger sandra said...

Minha querida amiga deixa que te diga que este texto está lindo...transmites tanto sentimento, tanta emoção que levas a pessoa que está a ler a embarcar nesse teu mundo de amor e carinho e sentir-se na tua pele!Amiga, adorei!Está muito lindo!Parabéns e continua!Beijinhos grandes

7:20 da tarde  
Blogger Emilio de Sousa said...

De que profundezas retira você esta tirada? De que maravilhoso íntimo emerge tanta doçura? Que alma é esta que comporta tão avassalador amor? Maria, lê-la jamais cansa porque senti-la jamais farta.Um beijo grande.

7:28 da tarde  
Blogger ruiluis said...

deixa que faça deste comentário a mais bela flôr para ti

a mais bela flôr por este texto de paixão ardente que escreveste
a mais bela flôr por sentires assim
a mais bela flôr por mereceres todo o amor
a mais bela flôr por existires

lindissimo, maria ! grande beijo !!!

7:45 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria um dos teus melhores posts, senão o melhor. O amor como dádiva dos Deuses, os corpos em plena sintonia, sem a necessidade de palavras, só o "falar" do corpo:) Divinal; beijos:)*** wind

7:51 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

E as palavras cheias de beijos que partilhas aqui; ardem Maria. Doce Maria

Su

8:09 da tarde  
Blogger stillforty said...

Maria, é lindo o que escreveste, em ocasiões destas fico sem palavras.
Rosas para ti, Maria!

8:38 da tarde  
Blogger frog said...

Simplesmente arrebatador!...

"Suspiro por ela, quando separados
anseio abraçá-la quando a vejo
e quando a abraço, de olhos fechados
fundir-me nela é o meu desejo."

Um beijo grande

8:56 da tarde  
Blogger polittikus said...

Aromas de amor, pedido na alma de sensualidade...

9:51 da tarde  
Blogger pipetobacco said...

{ ...
deixa que te beije*deleite em palavras por ti perfumadas,
deixa que te cheire*doçuras em palavras por ti aromatizadas,
deixa que te goste*saboreie em palavras que em mim agradas
© o5elemento
... }{ beijos* }

10:29 da tarde  
Blogger Polly said...

Maria, tens um nome arrebatador de tão simples e o que escreves, tão complexo, parece estar ao alcance de todos. Fiquei estarrecida com a beleza deste texto, e compreendo-o intimamente.
Diotima

10:43 da tarde  
Blogger Cacusso said...

Sublime.
Obrigado, Maria.

Fica uma quadra de Fernando Pessoa pensada em ti, por certo.

Tenho um desejo comigo
Que me traz longe de mim.
É saber se isto é contigo
Quando isto não é assim.

11:22 da tarde  
Blogger MQF said...

Dizer-te.... Não. Já o disseste...disseste-te...disseste-me. Também tu! (sorriso suave)

12:13 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

"Deixa que os beijos sejam palavras, e que as palavras sejam beijos..."
Que coisa mais gostosa de se ler, Maria...
Beijos e palavras fundem-se num só... Adorei ler-te... Beijihos....... Vinha.

12:39 da manhã  
Blogger Å®t_Øf_£övë said...

Lindo texto,ardente de paixão e sentimento.
Que as minhas palvras sejam beijos.

2:13 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

e com tais palavras que em beijos se tornam, o amor sempre se mostra.
um amor pelo qual se espera, mesmo sentindo por vezes que não se tem esperança, mas que sempre há um pouco dessa esperança no coração.
sempre mostrando o que se sente esperando que um dia chegue ao coração da pessoa que se ama, que se deseja ter ao lado.
eu espero que um dia essa pessoa abra os olhos e veja a mulher especial que tem tanto amor.

paulo povoa
http://frasesepoemas.blogs.sapo.pt

9:03 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Momento de uma alvura extrema, em que os corpos se fundem nas almas...Belíssimo, Maria :-)

Dora
www.atrasdaporta.blogs.sapo.pt

12:20 da tarde  
Blogger Alma de Poeta said...

Este é um texto que dizer é lindo, é pouco, fica parecendo uma frase de cirscunstância. Este é um texto que nos toca, é escrito com os sentidos as sensações, é um inibriador de sentimentos que despertam e se redescobrem ao le-lo, porque é um texto de amor, por quem o viveu e revive-se ao lê-lo. Simplesmente achei fantástico. Parabéns. Adorei

3:13 da tarde  
Blogger Ivo Jeremias said...

Tudo isto é lindo! onde está um dicionário quando preciso d'um? Faltam-me as palavras sempre que te leio...

3:14 da tarde  
Blogger yogipijama said...

Maria, as minhas palavras são beijinhos para ti por dares a conhecer a paixão na tua escrita :)

4:08 da tarde  
Blogger folhasdemim said...

Li de seguida os últimos posts. Parabéns pela homenagem à wind que bem merece. Parabéns também para ti. Este teu Aromas de ti é dos melhores de sempre. E do melhor que tenho lido. Nem tenho mais palavras que consigam descrever a beleza das tuas palavras. Beijos, Betty :)

4:56 da tarde  
Blogger rfarinha said...

Leio as tuas palavras como beijos, beijo-as como palavras ;) bjs

5:15 da tarde  
Blogger MWoman said...

De vários aromas, sabores e cores são as tuas palavras e textos, Maria!Lindo o teu post! Beijnhos

7:25 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Foi impressaõ minha ou entrei no céu???? com esta declaração só mesmo de um anjo, uma labareda para ti a passa no meu cantinho sexolikos.blogs.sapo.pt

8:32 da tarde  
Blogger lique said...

Todo o texto é o teu aroma, a tua cara, o teu jeito, a tua doçura. Quem não gostaria de saber falar assim de amor? Beijinhos, amiga

9:53 da tarde  
Blogger amita said...

Doce, cheio de ternura o teu lindo artigo. Bjinhos amiga

11:30 da tarde  
Blogger justanothernickname said...

Perco muito por tradução. ...............just como este comentário

11:31 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Este post extravasa toda a qualidade com que nos tens presenteado neste oráculo de uma sacerdotiza dedicada à causa dos deuses do amor, no que tange à extensão, aos vocábulos e à exposição.
Este espaço deixa escapar uma argúcia com as palavras e imagens que revela uma perspicácia ingénita para fazer despertar os sentidos, mesmo os mais entorpecidos. Qual força hercúlea envolta na bruma da candura a fazer esboroar os mais legítimos esforços de defesa de intempestuosas e fortes arrebatações provindas de uma subtil insinuação deste jaez.
JP

2:38 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Há coisas que se escrevem e se lêem que por serem tão belas, eu, por feitio, não me perco em palavras de exaltações, porque simplesmente são BELAS e pronto!... A bestialidade sensorial do amor, físico e mental, está todo neste teu texto Maria. Definitivamente encantaste o lápis com que escreves... e ele escreveu um HINO às sensações das emoções do Amor! Beijo pra ti...

In Loko

5:36 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Olá Maria.
Muito, muito, muito bonito o teu texto!
Gostei muito!
Beijinhos

Vulcão

10:02 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Simplesmente Divinal!!! Revejo-me nas tuas palavras... Adorei! Felicidades do "Mundo Mágico" em Http://isablog.blogs.sapo.pt - Isa.

11:59 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Como diz um comentário anterior, toda a bestialidade dos sentidos e da mente num único e magnífico texto!
Parabéns.
Apolo

2:02 da tarde  
Blogger pipetobacco said...

{ ... espero que gostes da forma como preservo os teus comentários. visita:
http://www.mgrande.com/weblog/index.php/luzdetecto/your_comments ... }{ bom fim de semana }

4:54 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Oi Maria querida, já comentei o post anterior e repito: amei ter a linda e amadinha wind aqui. Ela todo dia, visita todo mundo e deixa a sua doçura em nossos cantinhos.
Quanto ao texto de hoje, suspirei!!! Qto amor, qta doçura!!! Um dos mais lindos que já li. Feliz de quem merece o teu amor, feliz!
Um beijão e siga feliz no teu caminhar que já é de muita luz. jinhos.
Anne.

5:05 da tarde  
Blogger Estrela do mar said...

Bonito momento este que me transmitiste ao ler estas tuas belas palavras. Que bom!
Tem um bom fds Maria.
Um grande beijinho*.

10:23 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Nada do que possa escrever é suficiente para classificar estas palavras mágicas que aqui tive o privilégio de encontrar. Como tal, só posso agradecer-te por no-las ofereceres. Obrigada. Bom fim de semana. Bjs

1:26 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

OLá..
Estás, merecidamente, entre meus links... Tens um blog muito bonito tanto quanto a tua alma..
beijos,
lualil ( www.traduzir-se.blogspot.com )

1:57 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Cheguei aqui por comentários seus noutros blogues(partilhados por ambas)já faz uns mesitos sem nunca ter comentado...
hoje não resisti e deixo excerto de poema da Florbela
"A Vida meu Amor, quero vivê-la!
Na mesma taça erguida em tuas mãos,
Bocas unidas , temos de bebê-la!

Que importa o mundo e as ilusões defuntas?...
Que importa o mundo e os seu orgulhos vãos?...
O mundo, Amor!...As nossas bocas Juntas!..."

PLH(Obrigada pela partilha)

4:04 da tarde  
Blogger c.b. said...

Passo, leio as tuas cumplicidades, teus aromas, e te deixo um beijo de palavra :)

5:17 da tarde  
Blogger tartaruga said...

Desculpa a ausência querida amiga! Este texto é maravilhoso exalta o amor e as linguagens que utiliza e com que se expressa nessa sumlimação única que é sentir duas almas UMA! ;) gosto de te ver feliz! yupppyyyy!:) beijinhos grandes grandes
tartaruga

5:32 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

neste fim de tarde, de um outono que me tardava a chegar, senti vontade de te vir ler e deixar um abraço do "amo".
Resto de bom fim de semana.

6:18 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Deixo-te beijos sem palavras :) Gisela

10:54 da tarde  
Blogger Ankh said...

Belíssimo....
Se me deixas sem palavras só me resta o beijo que te dou acompanhado de um sorriso.
Um fim de semana bonito para ti.

2:03 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

"Deixa que os beijos sejam palavras, e que as palavras sejam beijos..." Belíssimo. Beijos

Marcia http://www.lendoesonhando.blogger.com.br

5:59 da tarde  
Blogger R/B Estação said...

Olá Maria! Voltei. É bom ver que continuas a escrever coisas tão belas... é inspirador, sinceramente.
Beijinhos.

6:10 da tarde  
Blogger ccc said...

olha deixo-te um abraço.Não preciso de dizer mais nada.

1:21 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

actualizações de weblogs portugueses