Cumplicidades

Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca...

quarta-feira, setembro 01, 2004

Se tu soubesses...

Se ao menos soubesses o quanto te amei
O quanto te sonhei e esperei
Se ao menos soubesses de todas as palavras silênciadas,
De todas as que se gritam ansiosas em mim...
Se tu soubesses ao menos que tudo em mim era teu...
Que depois de ti...
Se tu soubesses...

Maria




Se ao menos soubesses tudo o que eu não disse
ou se ao menos me desses as mãos como quem beija
e não partisses, assim, empurrando o vento
com o coração aflito, sufocado de segredos;
se ao menos percebesses que eram nossos
todos os bancos de todos os jardins;
se ao menos guardasses nos teus gestos essa bandeira de lirismo
que ambos empunhamos na cidade clandestina
Quando as manhas cheiravam a óleo e a flores
e o inverno espreitava ainda nas esquinas como uma criança tremendo;
se ao menos tivesses levado as minhas mãos para tocar os teus dedos
para guardar o teu corpo;
se ao menos tivesses quebrado o riso frio dos espelhos
onde o teu rosto se esconde no meu rosto
e a minha boca lembra a tua despedida,
talvez que, hoje, meu amor, eu pudesse esquecer
essa cor perdida nos teus olhos.

Joaquim pessoa


47 Comments:

Blogger Bruno said...

Se tu soubesses o quanto te adoro ler...

10:47 da tarde  
Blogger heloisa said...

"Se ao menos soubesses o quanto te amei.
O quanto te sonhei e esperei."
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
QUE DIZER MARIA*!?....
_ESTA' TUDO DITO!
_*LINDAS SUAS PALAVRAS*!_LINDO O POEMA!_LINDO! LINDO! LINDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

_Quero que ao menos saiba... QUE A ADMIRO MUITO! E... lhe tenho CARINHO e a desejo FELIZ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
_SEJA FELIZ MARIA*!!!

_Beijinho.
_Sua Amiga, Heloisa.
****************************************************
***************************************************

10:49 da tarde  
Blogger Emilio de Sousa said...

Por acaso tenho a grande felicidade de saber. Que a tenha você também, Maria. Beijinhos.

11:30 da tarde  
Blogger o5elemento said...

{ ... se tu soubesses o quanto sonhei ao ler estas palavras de que tanto gostei © biquinha ... }{ beijos* }

12:48 da manhã  
Blogger c.b. said...

Se eu soubesse escreveria um verso de ti... a pensar numa flor, a pensar assim, sem saber o que vai em mim, se eu soubesse...

Beijos muitos

1:19 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

que imagem tão bela.
e toda a edição!

obrigada.
bjs.
Ana

http://abs.blogs.sapo.pt/

10:06 da manhã  
Blogger rfarinha said...

Se ele soubesse não seria o mesmo...
Se ele soubesse não faria sentido...
Se ele soubesse nada voltaria a ser o que é...

;) Bjs

10:41 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Tão lindo, como sempre Maria! E estas perante um recomeço?
Um beijinho grande,
Dl, Eu sei lá, http://euseila.blogs.sapo.pt

12:28 da tarde  
Blogger nocturnidade said...

se ao menos tu soubesses ler-me na boca
o amor que não soubeste ler-me nas mãos.

belíssimo o seu poema Maria.

12:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

e o sentimento se vai deixando desaparecer para dar lugar a outro sentimento.
um sentimento de paz e de bem estar de forma a que um belo sorriso na face se volte a encontrar.

paulo povoa
http://frasesepoemas.blogs.sapo.pt

12:58 da tarde  
Blogger IceBlackIce said...

Se tu soubesses que eu, já não sou eu, apenas sou um pedaço teu. Lindo...espectacular...como sempre. Beijos

1:11 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria minha querida, que maravilha de poema :) Como é bom aqui vir.. cada letrinha tua ou escolhida por ti é um repouso para a alma. Obrigada por esta partilha. Beijos. Andréa Motta (Jardim de Poesia)

1:12 da tarde  
Blogger R/B Estação said...

Se pelo menos alguém soubesse...

1:18 da tarde  
Blogger polittikus said...

Mais um dos belos poemas de amor q editas... Gostei do sentido das palavras.

1:35 da tarde  
Blogger AmigaTeatro said...

E mais um blog que descubro e que parece ser do meu agrado.

Cá voltarei,
para o ler com mais cuidado.

Sara
http://mundoajanela.blogspot.com

2:08 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, o que eu sei é que sempre passo para visitar este teu canto que transpira delicadeza. Delicadeza e paz, minha amiga.Beijinhos pra ti. Lia
http://textosecenas.blogspot.com/

2:08 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Se ele soubesse, tu não escreverias uma poesia tão bela, mas é uma judiação, conta, Maria conta p/ ele.
Adoro estar, ler, sentir, comungar teus pensamentos, linda. Quero teu coração feito de plumas ao vento, levinho, levinho. Um beijo carinhos da Anne.

3:04 da tarde  
Blogger stillforty said...

Olá Maria
Hoje venho mais cedo porque tenho festa à noite ;). Se tu soubesses terias vindo a correr para mim e não vieste.
Se tu soubesses o que eu sei, terias vindo a correr não me deixavas à espera.
Se ao menos Tu, soubesses.

4:04 da tarde  
Blogger PARTILHAS said...

Se tu soubesses olhar e ver, era porque vias e sentias o Amor que seria nosso... mas não é... É meu, só meu e não tens como sabê-lo... Jamais saberás o que significa Amar de um só lado, em Paz, sem pressa, pelo prazer único de Amar sem condição, feliz porque um dia... um dia saberás...

4:29 da tarde  
Blogger Alexandre Narciso said...

Mais uma bonita cumplicidade

*A

4:45 da tarde  
Blogger Tim Bora said...

Se ao menos soubessemos que se nos entendessemos saberíamos, teriamos podido saber.

5:18 da tarde  
Blogger Cris said...

Se tu soubesses a pena que tenho de só ter encontrado este teu cantinho agora... muito bonito este poema... quantas vezes não nos encontramos nas palavras dos outros... Jinhos :)

Cris (www.palavrasaovento.blogs.sapo.pt)

9:02 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Bruno: Obrigada. Beijinhos

10:56 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Heloisa: Devolvo-lhe a admiração, a amizade. É muito bom saber que conto com a sua amizade. O meu muito obrigada. Muitos beijinhos

10:58 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Emilio: Fico feliz por o saber. Beijinhos

11:01 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

o5elemento: E tu saberás o quanto eu gosto de ler as tuas palavras? o quanto elas me tocam?

11:02 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Carlos: E não sabes?? claro que sabes... e de uma forma magnifica!

11:03 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Ana: Muito obrigada pela tua visita e palavras!

11:04 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Ridufa: talvez se ele soubesse... talvez se ele sentisse.. tudo seria deferente.. Talvez...

11:05 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida DL: Estou sim... Beijinhos

11:07 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Nocturnidade: Não lê, porque não sente...

11:09 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Paulo: Preciso tanto dessa paz, desse sorriso.. Serenidade...

11:10 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Ice:.. que em mim vives tu....

11:11 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Andréia: Muito obrigada. Beijinhos para ti...

11:12 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

João: Sabes tu....

11:13 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Polittikus: Sentido das palavras que reflectem o sentir... mas tão pouco.. Beijinhos

11:15 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Sara: Muito obrigada pela tua visita.

11:16 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Lia: Um beijo enorme para ti...

11:17 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Ana: Tu sabes o quanto gosto desta partilha de sentires e de ti... Muitos beijinhos

11:20 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Still: viria ou não.. Eu gostaria que se corresse para ti! Beijo

11:22 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Partilhas: Um dia... talvez! Deixo-te um abraço enorme amiga! Beijinhos e muito obrigada!

11:24 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Alexandre: Obrigada.. Abraço

11:25 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Tim: Teriamos podido saber... sim!

11:29 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Cris: Obrigada pela tua visita...

11:31 da tarde  
Blogger darkpark said...

Este post fez-me lembrar um soneto meu:
......
Eu apenas queria que tu soubesses o que eu sei
Que a alegria ainda está comigo
E que a ternura ainda faz de mim um amigo
Não ficou sugando o tempo, presa entre os passos que não dei.
.......
- Não pela recordação, mas pelo teu gosto, não só o visual, como a qualidade dos posts, os meus parabéns...

12:17 da tarde  
Blogger Litostive said...

Maria... já tenho passado pelo seu espaço mas só hoje lhe pude dar a atenção merecida. São belas as suas palavras.

"Se tu soubesses..."

Estás na minha pele
Como uma ferida, uma cicatriz
Não há parte de mim que não te revele
Que não denuncie como te quis...
(Miriam)

Um beijo,
Miriam Luz

12:57 da tarde  
Blogger NUNO said...

Belíssimo poema sem dúvida!gostei muito!

5:12 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

actualizações de weblogs portugueses