Cumplicidades

Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca...

sábado, setembro 25, 2004

Estrela da Tarde....

Era a tarde mais longa de todas as tardes que me acontecia
Eu esperava por ti, tu não vinhas, tardavas e eu entardecia
Era tarde, tão tarde, que a boca, tardando-lhe o beijo, mordia
Quando à boca da noite surgiste na tarde tal rosa tardia

Quando nós nos olhámos tardámos no beijo que a boca pedia
E na tarde ficámos unidos ardendo na luz que morria
Em nós dois nessa tarde em que tanto tardaste o sol amanhecia
Era tarde de mais para haver outra noite, para haver outro dia

Meu amor, meu amor
Minha estrela da tarde
Que o luar te amanheça e o meu corpo te guarde
Meu amor, meu amor
Eu não tenho a certeza
Se tu és a alegria ou se és a tristeza
Meu amor, meu amor
Eu não tenho a certeza

Foi a noite mais bela de todas as noites que me adormeceram
Dos nocturnos silêncios que à noite de aromas e beijos se encheram
Foi a noite em que os nossos dois corpos cansados não adormeceram
E da estrada mais linda da noite uma festa de fogo fizeram

Foram noites e noites que numa só noite nos aconteceram
Era o dia da noite de todas as noites que nos precederam
Era a noite mais clara daqueles que à noite amando se deram
E entre os braços da noite de tanto se amarem, vivendo morreram

Eu não sei, meu amor, se o que digo é ternura, se é riso, se é pranto
É por ti que adormeço e acordo e acordado recordo no canto
Essa tarde em que tarde surgiste dum triste e profundo recanto
Essa noite em que cedo nasceste despida de mágoa e de espanto

Meu amor, nunca é tarde nem cedo para quem se quer tanto!

José Carlos Ary dos Santos

58 Comments:

Blogger BlueShell said...

Lindas palavras plenas de emoção. E sim...recordo-me da melodia, da voz...simplesmente lindo. Belíssima escolha!
Os resultados dos exames ...lá para daqui a 15 dias, só! aqui no interior anda tudo um pouco mais devagar...hehheheh
Bjs

9:32 da tarde  
Blogger sandra said...

Oi miga!Adoro este poema!Gosto muito da poesia de Ary dos Santos, é uma poesia que declamada parece viva, sao palavras fortes!BEla escolha amiga!Beijinhos!

10:23 da tarde  
Blogger justanothernickname said...

Nobody speak english?............P.E.I Canada

10:40 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, José Carlos Ary dos Santos era e é um poeta especial, único. O amor escrito e sentido por ele, ninguém o consegue sequer tentar imitar. Só sentir. Lembro-me de ouvir esta letra/música cantada pelo Fernando Tordo, que também lhe deu um toque especial. Enfim, tudo muito especial, mesmo! E já me alonguei muito;) Beijos:)** wind

10:41 da tarde  
Blogger justanothernickname said...

Eu não selecionava em você. Ódio justo ele quando eu não posso ler som'n eu usarei este serviços de tradução.
.........thanks para derrubar em

11:22 da tarde  
Blogger justanothernickname said...

o inglês a portugese não trabalhou

12:06 da manhã  
Blogger lique said...

Lindo esse poema,não é Maria? Tanto o ouvimos cantado que, quando o lemos, apetece saborear cada palavra como se fosse nova! Beijinhos

12:22 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Maria, para mim este poema é um dos mais belos cânticos de amor do século XX. Acho que ainda não foi reconhecido como tal, mas o seu dia virá! Confirmei a minha opinião ao ler, encantada, cada palavra. Bom fim de semana :-)
Dora www.atrasdaporta.blogs.sapo.pt

1:26 da manhã  
Blogger ruiluis said...

"...que meu corpo te guarde", e guardou mesmo, para não sair mais de lá...beijinhos !

1:54 da manhã  
Blogger polittikus said...

O amor não tem espaço, tempo ou idade... é eterno.

3:42 da manhã  
Blogger Cris said...

"Meu amor, nunca é tarde nem cedo para quem se quer tanto". Sabes, a verdade é que às vezes é difícil acreditar, mas quero fazê-lo mesmo assim... quando se ama de verdade, espera-se... nem que seja para sempre. Jinhos :)

Cris (www.palavrasaovento.blogs.sapo.pt)

1:24 da tarde  
Blogger Estrela do mar said...

Não tenho palavras para descrever o que senti quando li este maravilhoso poema de Ary dos Santos. Conheço-o bem e adoro ouvi-lo na voz entoada de Fernando Tordo. Maria, felicito-te por teres trazido este "Estrela da Tarde...".
Continuação de um bom domingo.
Um beijinho*.

1:40 da tarde  
Blogger c.b. said...

Grande poema, Maria. Grande poema de Ary.
Nunca é tarde nem cedo...

Beijos

2:59 da tarde  
Blogger Emilio de Sousa said...

Apesar de não apreciar especialmente a pessoa do autor, tenho de concordar que este poema é excepcionalmente lindo. Você tem um dom especial em escolher poemas de amor. Anda apaixonada? :)Beijinhos.

3:18 da tarde  
Blogger Palavras de Algodão said...

O que admiro em ti, Maria?É essa tua forma tão doce de amar todos!Impossível sermos indiferentes, ainda que tantas vezes, não sejam tuas, as palavras(poemas) que aqui vens por.
Carlos do Carmo canta este poema de uma forma sublime!Sentindo-o muito!Tb tive a sorte de ouvir este poema, declamado pelo autor, o poeta controverso Ary dos Santos!Como dizia a poetisa Sophia de M Breiner Andersen, toda a poesia devia ser declamada, lida,decorada, para ser sentida!Este, é um deles!
Admiro-te demais, minha doce Menina de Ouro!
Repara como todos gostamos de aqui vir :) Obrigada e tem um domingo calmo.
Beijos meus e do Xande e mais doces ainda da Maria João e da Ana Rita * * *

4:16 da tarde  
Blogger Amadeu Raimim said...

As recordações que este poema me traz... e logo hoje... um beijo :*

11:31 da tarde  
Blogger Ankh said...

Ler este poema do Ary dos Santos tendo por som de fundo o adágio da 5ºsinfonia de Mahler foi uma experiência, no mínimo, arrebatadora.
Agradeço-te esta inesperada cumplicidade de sentires.

Uma semana feliz para ti...

12:03 da manhã  
Blogger CAP said...

Uma excelente semana para ti Maria! Continua assim. :)

1:27 da manhã  
Blogger CAP said...

Uma excelente semana para ti Maria! Continua assim. :)

1:55 da manhã  
Blogger Å®t_Øf_£övë said...

Foi a primeira vez que aqui passei,e deparei-me logo com a letra de uma canção fantástica.Gostei mais de a ler do que propriamente ouvi-la cantada.
É uma linda imagem do amor,e que começa de uma forma especialmente forte que todos nós de uma forma ou outra já experimentámos.
"Era a tarde mais longa de todas as tardes que me acontecia
Eu esperava por ti, tu não vinhas, tardavas e eu entardecia"
Adorei.Voltarei mais vezes.
Bjs.

2:56 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Obrigada pelo comentário postado no blog da Mariense no artigo Azoriana - "Linda Lágrima". Beijinhos
http.//silvarosamaria.blogs.sapo.pt

4:41 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Que se pode dizer desta maravilha do Ary dos Santos? Intenso de paixão... soberbo na inspiração... iluminado por alguma estrela da tarde (a do amor, parece-me!)... Beijo pra ti Maria

6:30 da manhã  
Blogger tartaruga said...

... nunca é tarde ne cedo... que lindo poema Maria! um grande beijinho e um sorriso! Desculpa a ausência! :)

9:08 da manhã  
Blogger Dream said...

Grande Sr. esse.

Parabéns pela escolha.

Beijos

10:53 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Na pausa apertada de um café a meio da manhã passei por aqui... Passo muitas vezes... Mas desta não resisti a deixar um abraço

Ana
(http://a_verdade_da_mentira.weblog.com.pt/)

11:29 da manhã  
Blogger justanothernickname said...

Amazing......how many comments you get......."Maria"

12:22 da tarde  
Blogger Alma de Poeta said...

Poema bastante conhecido e nunca é demais relembrado em canão, lido tem outro sabor, o de imaginarmos e vivermos os sentimentos transmitisod pelas palavras.
Foi muito bom gosto postares esse poema.
Uma semana feliz.
Beijo

2:13 da tarde  
Blogger rfarinha said...

E que bela é essa estrela diurna ;) BJs

4:39 da tarde  
Blogger corpo visível said...

O Ary emociona-me sempre...
Gostei imenso de o reler!!
Beijinho!

4:54 da tarde  
Blogger PARTILHAS said...

Querida Maria, Doce Amiga,

A tarde mais longa... o dia mais longo, o tempo mais longo... é este em que aguardo "a noite mais bela de todas as noites que me adormecerão..." com aquele Amor, que um dia terei...

Beijinhos grandes

5:03 da tarde  
Blogger nocturnidade said...

poema genial!

7:22 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

BlueShell: Se Deus quizer ira correr tudo bem. Desejo que sim. Muitos beijinhos

9:11 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Sandra: Ary é magnifico, e este poema é sem duvida alguma Sublime! Beijinhos menina linda!

9:12 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Wind: Sabes nos ultimos dias tenho ouvido tantas vezes este poema do Ary na voz magnifica do Carlos do Carmo, e por gostar tanto, por sentir estas palavras, por as entender tão bem, resolvi partilha-las aqui. Sim Ary não é facil de emitar.. e quem pensaria nisso?? quando as lemos, a unica coisa que se consegue fazer é sentir.. apenas sentir! Muitos beijinhos

9:15 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Lique, sim! É realmente lindissimo, a cada palavra um sabor novo, um aroma, um sentir... Beijinhos

9:16 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Dora: Pelo menos por nós duas foi! Beijinhos

9:21 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

RuiLuis: O amor é assim não é? protege, cuida, sempre e constantemente... Beijinhos

9:30 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Polittikus: Sim, não tem idade, não tem tempo... Beijinhos

9:31 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Cris: Quando se ama espera-se sim, o amor aguarda paciente e serenamente por se poder viver. Que o possas viver sem esperar.. Beijinhos

9:34 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Estrela do Mar: Imagino sim, o que sentiste até porque sei o que sinto cada vez que oiço! É indiscritivel, nós sabemos o que cada uma destas palavras significa não é? sabemos o que é esperar pelo amor, nem que seja por breves momentos, que nos parecem sempre uma eternidade... Beijinhos

9:36 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Carlos: Sim, nunca é tarde nem cedo para o amor.. Beijinhos

9:37 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Emilio: Sempre e tanto... Beijinhos

9:38 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Minha Doce e querida Cris: Que posso eu dizer, que me deixas sem palavras, que te adoro! Muitos muitos beijinhos, para ti, para as tuas meninas e para o Xande!!

9:40 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Amadeu: Que sejam boas recordações, e que hoje seja também um dia especial. Beijinhos

9:44 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Amadeu: Que sejam boas recordações, e que hoje seja também um dia especial. Beijinhos

9:47 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Amadeu: Que sejam boas recordações, e que hoje seja também um dia especial. Beijinhos

9:53 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Ankh: Agradeço também a tua magnifica partilha, é sem duvida sublime. Adoro ler-te! Muitos beijinhos

11:28 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Cap. Amigo, obrigada, uma semana muito feliz para ti também! Muitos beijinhos

11:29 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Art Of Love: Muito obrigada pela tua visita e palavras! Beijinhos

11:31 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Azoria: Foi um prazer! Obrigada pela visita!

11:32 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Tartaruga querida, não pede desculpa! É muito bom ter-te de volta! Muitos beijinhos

11:35 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Dream: É sem duvida um grande Senhor!! Beijos

11:36 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Ana: Muito obrigada pela tua visita, é muito bom ter-te por aqui! Tem uma boa semana! Muitos beijinhos

11:37 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Alma de Poeta: Fico tão contente por todos gostarem! Obrigada. Beijinhos

11:38 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Ridufa: É linda aos olhos do amor! Beijinhos

11:39 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Corpo visivel: a mim também me emociona sempre, é magnifico nas palavras! Beijinhos

11:40 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Partilhas querida, irás ter sim, irás viver esse amor, que desejas e mereces!! Muitos beijinhos amiga!

11:42 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Noctornidade: Sem duvida! Beijinhos

11:43 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

actualizações de weblogs portugueses