Cumplicidades

Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca...

domingo, agosto 08, 2004

Sonho?

Sinto a minha vida como um bosque.
Passeio-me nele, e um pouco por toda a parte
Toco ao de leve, roço, tropeço e choco
Com as árvores que o constituem.
Outras há que nem delas me aproximo.
Ao percorrê-lo, noto que a luz do sol pouco penetra.
O ambiente na quase penumbra convida à melancolia.
Não fora algumas réstias de luz que conseguem penetrar
Por entre a ramagem, diria que vegetava também.
Devo andar em círculos pois nunca atinjo a orla.
De quando em quando atravesso uma clareira
Onde por momentos me recupero da sombra.
Na última em que passei estavas tu
Falamos e falamos, quase nos tocando mas
O tempo empurrou-me para fora dela, inexorável,
Desde então tenho passado lá mais vezes
E a clareira vai mudando de local.
Tenho reparado que o ambiente à sua volta vai clareando
Enquanto nós conversamos e nos tocamos ao de leve.
Sinto que nos aproximamos dos limites do bosque
Levados por aquele nosso espaço.
Quando lá chegarmos podemos sair para a luz dos campos
Onde as árvores são tão espaçadas que
Dificilmente impedirão o nosso caminho.
Fala comigo, fala muito e agarra-me com força!

Maria




Ah, pouco a pouco, entre as árvores antigas,
A figura dela emerge e eu deixo de pensar...

Pouco a pouco, da angústia de mim vou eu mesmo emergindo...

As duas figuras encontram-se na clareira ao pé do lago....

... As duas figuras sonhadas,
Porque isto foi só um raio de luar e uma tristeza minha,
E uma suposição de outra coisa,
E o resultado de existir...

Verdadeiramente, ter-se-iam encontrado as duas figuras
Na clareira ao pé do lago?
( ... Mas se não existem?...)
... Na clareira ao pé do lago?...

Álvaro de Campos



60 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Um verdadeiro bosque de sentimentos é o que tu és... Cheia de amor para dar. ASS: Analfabeto

11:03 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, como é bom te visitar, ler as suas belas palavras sempre acompanhada de uma ótima escolha. Parabéns.

Beijos,
Marcia http://www.lendoesonhando.blogger.com.br/

11:12 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria as tuas palavras são sempre brilhantes na descrição dos ambientes, no implicito explicito... é sempre um grande momento te ler. JAC Local Imperfeito jac.blogs.sapo.pt

11:20 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, tanto o que escreveste, como o que colocaste de Álvaro de campos se complementam. Sonho ou não é uma realidade que todos nós queremos, só que muitos não a "conseguimos alcançar":) Há que ter esperança:-) beijos** wind

11:36 da tarde  
Blogger Emilio said...

As imagens são soberbas tanto as literárias como a fotográfica. Maria, não perca o encantamento pois senão perdê-lo-emos nós também. Um beijo

12:14 da manhã  
Blogger CAP said...

Desejos de uma óptima semana. Beijos.

2:11 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Excelente, as três partes. Tuas palavras (sonhos em bosques, são sempre místicos, belos e apreensivos); imagem tá soberba, (a multi-coloração nos verdes húmidos quando sol incide neles é extasiante); e Álvaro de Campos é um relator de sonhos dos sentidos... tantas vezes enredado em teias dificeis de se lhe chegar! Beijo grande Maria

In Loko

6:25 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

e no bosque da solidão vais encontrando o amor
vão falando e falando e o bosque vai ficando mais claro, pois se fala de amor, de carinho sempre a tocar ao de leve mas a se aproximarem cada vez mais
o bosque vai-se libertando da sombra, da negritude e vai recebendo cada vez mais luz.
espero que essa luz clareie esse coração lindo e doce, e que o amor entre nele, e não seja de solidão, mas sim de liberdade.

paulo povoa
http://frasesepoemas.blogs.sapo.pt

10:20 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Recordo-te sobre o tempo Fernando Pessoa:
"A morte é a curva da estrada,
Morrer é só não ser visto.
Se escuto, eu te oiço a passada
existir como eu existo."

JAC Local Imperfeito jac.blogs.sapo.pt

10:28 da manhã  
Blogger PARTILHAS said...

Por vezes vejo a minha vida como uma planicie... onde surgem bosques misteriosos irresistiveis... e neles podem ou não existir clareiras...

10:42 da manhã  
Blogger Alma said...

Bom Dia Querida Amiga :) em breve chegarás à orla do bosque ... com ou sem clareira ... és forte ... és uma Mulher ... Beijinhos e um excelente dia :)

Nada ao Acaso

10:46 da manhã  
Blogger rfarinha said...

Mais um belo texto em que alias a tua vida a um elemento da natureza... quando tu própria fazes parte da natureza :) Lindo ;) Bjs

11:23 da manhã  
Blogger c.b. said...

E como é bom por vezes envolvermo-nos no bosque, denso ou tenso, cheio ou meio vazio, pouco ou muito espaçoso, e sentirmos que fazemos parte dele, por todo o lado, em cada árvore velha, em cada folha caida, em cada fruto ora verde ora maduro, e sentir-lhe o cheiro, o som, que é o nosso também como o sol ou a chuva que cai sobre o chão e que nos ilumina, que nos arrefece ou aquece o nosso sonho.
Beijos

12:07 da tarde  
Blogger folhasdemim said...

O sol não precisa entrar no bosque porque o tens no coração. Ainda bem que partilhas as tuas cumplicidades. Beijos :)

1:08 da tarde  
Blogger ccc said...

Maria nota-se que tens necessidade de libertar palavras mas o dificil é fazê-lo com tanto "sentir". um beijo

1:25 da tarde  
Blogger Marta said...

Mais um belo post. Beijo

1:26 da tarde  
Blogger o5elemento said...

{ ... faço minhas as palavras de álvaro campos: "não sou nada. Nunca serei nada. não posso querer ser nada.
à parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo." ... }

2:31 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

segue-me por entre a luz do meu amor

2:41 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Uma busca que com certeza será alcançada com muita luz. Boa semana querida, Beijos. Andréa Motta

3:15 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

não basta falar para sair do bosque! nem umas mãos que te segurem! é necessário QUERER! será que queres?

beijos
DonBadalo

3:20 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Oi Maria, até que enfim consegui entrar e comentar, minha linda . Envie-te um e-mail até comentando o fato.
Maria, entrei na paisagem, viajei contigo nos teus belos sonhos. Lindo teus escritos. Encantas ainda mais o meu coraçãozinhos já tão cheio de sonhos. Boa semana e fica bem . Beijinhos... muitos!

3:43 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

aqui entramos como anônimo, mas creio que pelo comentário, até já sabes quem é. O anterior é meu, percebeste? ahahhaha! Anne

3:45 da tarde  
Blogger lique said...

Olá Maria! Como eu gosto do conjunto dos teus posts, cada um mais belo que o outro. Mas noto-te alguma melancolia, amiga. A luz do sol tem que entrar nesse bosque ou tu tens que sair. Por ti, por quereres. beijinhos

3:54 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Olá Maria. Gostei bastante deste post, principalmente da articulação dos textos, entre o teu bosque e o lago de Pessoa, com imaginários diferentes pelo meio. No último poema meu que comentaste, há, de facto, uma pessoa cuja alma é um bosque que nem pela própria conhece bem. Mas essa pessoa não sou eu. lol É ela. E é por não conhecer bem o bosque, por hesitar na nomeação das árvores, por confundir sombras com clareiras, que mistura a razão com o sentimento. Como aquelas raparigas que dizem uma coisa com as palavras e outra com os olhos.

bjs

jackx

4:11 da tarde  
Blogger Yardbird said...

Deste gostei especialmente, Maria. O bosque está lindo. Acho que esta chuva leve o veio refrescar ainda mais. Beijo :)

4:14 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Analfabeto: é assim que me sinto, como um bosque de emoções e sentires... Beijinhos

4:59 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Marcia, Gosto muito de receber-te aqui no meu cantinho, obrigada pelas tuas simpáticas visitas. Beijinhos

5:00 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Jac: Obrigada, nem imaginas o quanto me deixam felizes as tuas palavras. beijinhos para ti...

5:03 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Wind: Muitos ficam-se pelo sonho...

5:06 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Emilio: o encantamento esta nos olhos de quem vê, ou sente...

5:07 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Cap: Obrigada, uma semana muito feliz para ti amigo, beijinhos

5:08 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

In Loko amigo, sentiste na perfeição este meu post, é assim que o sinto também... Beijinhos

5:10 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

querido Paulo: Encontro o amor em mim, a luz que me envolve é um reflexo dele... E vivo-o em liberdade, sim! beijinhos

5:15 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Jac: Não sentir, é morrer...

5:19 da tarde  
Blogger jose said...

Cá estou eu Maria, neste blog maravilhoso!
Quando quero descansar, estico as pernas, coloco o portátil no colo e "viajo" nas tuas palavras e pensamentos.
Obrigado por isso

5:22 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Partilhas: Que te passeis pelos bosques e planicies da tua vida e que neles encontres a paz e a tranquilidade que precisas, que a tua vida seja replecta de sorrisos... Beijinhos

5:22 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Carlos: Isso é viver.. Ser...

5:25 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Betty: Obrigada pela tuas doces palavras, muitos beijinhos para ti...

5:26 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida e Doce Alma, quem sabe se não estarei já lá? Muitos beijinhos para ti!

5:27 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Ridufa: Um sorriso acompanhado de um beijo!

5:29 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

CCC: Não é facil, acredita que não, mas o sentir é tanto....

5:30 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

o5elemento: também faço das suas palavras as minhas, porque o sinto verdadeiramente:
"Não sou nada. Nunca serei nada. não posso querer ser nada.
à parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo." ..

5:32 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Marta: Obrigada pela tua visita!

5:33 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Andréia: Espero que sim! Desejo que a tua semana seja muito feliz, beijinhos

5:34 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

DonBadalo: Muito, Muito mesmo!! Faço por isso a cada segundo!

5:35 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Anne: Um doce sorriso e beijinho grande para ti, tem uma semana muito feliz!

5:37 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Lique, vou saindo devagar, vou aceitando a luz que insiste em não me deixar na escuridão... Beijinhos

5:39 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

jackx: Sabes, Por vezes vivemos um amor com a certeza que ele nos é retribuido, mas um dia percebemos que o outro nunca lá esteve, não como nós, com a mesma intensidade e profundidade, passou por nós de uma forma demasiadamente suave, ao ponto de nos perguntarmos se existiu mesmo... Penso que as palavras de Alvaro de Campos, juntamente com as minhas dizem isso mesmo! Beijinhos

5:47 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Yardbird: A chuva veio renovar o bosque deu-lhe vida, Beijinhos

5:49 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

José: Tal como eu, procuro os cheiros, cores e horizontes de Moçambique.. Gosto de me passear por lá... Descansar.. Obrigada pelas tuas palavras. Beijinhos

5:52 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

são assim os caminhos da vida não é?! ainda bem que o bosque é imenso e cheio de novas árvores e paisagens... aquelas pequenas surpresas que nos vão levando de alma mais leve! :) um beijinho grande
tartaruga

5:54 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Tartaruga: Até mesmo quando ele é destruido, volta a florescer, a vida é exactamente assim, um renascer constante... Beijinhos

6:08 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Estou pertinho do mar,
por aqui passei,
entrei no bosque,
e apeteceu mesmo ficar.

Maria,
é um prazer poder ler,
sentir e viver,
o que nos Dás,
dia a dia.

6:45 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Estou pertinho do mar,
por aqui passei,
entrei no bosque,
e apeteceu mesmo ficar.

Maria,
é um prazer poder ler,
sentir e viver,
o que nos Dás,
dia a dia.
Obrigado Maria,
porViseu

6:46 da tarde  
Blogger pipetobacco said...

[ … venho deixar de boa fé o aroma de cachimbo e o sabor do café: http://pipetobacco.blogs.sapo.pt … ]

6:55 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

PorViseu: Viseu encanta-me com a sua simpatia a carinho! Obrigada por tudo!! Muitos beijinhos

7:12 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

pipetobacco: Obrigada pela tua visita gosto desses aromas

7:13 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Que belíssima edição, Maria! A chuva ainda deu mais beleza ao bosque, às tuas palavras, à ligação entre os poemas.
Tem uma boa noite, amiga. Beijo.

7:42 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Tão lindo, adorei Maria! E passar pelas clareiras é maravilhoso não é? Aquela brisa, aquele sol, o quente, a sensação de liberdade...
DL, "Eu sei lá"- http://eusiela.blogs.sapo.pt

10:51 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

DL: é maravilhoso sentir o sol inundar-nos a vida, e eu estou a senti-lo... Beijinhos e um sorriso luminoso

9:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

actualizações de weblogs portugueses