Cumplicidades

Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca...

terça-feira, agosto 10, 2004

No teu olhar...

Penso que te direi amanhã
O que não disse hoje.
Ou talvez não.
As palavras são entre nós
Desnecessárias.
Não importa a hora
Mas o tempo das coisas.
Porque o silêncio
É um oceano de palavras
Que escrevo uma a uma
No teu olhar.



34 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Ás vezes mais vale o desnecessario de não dizer nada, do que o desnecessario de ter dito para mais tarde se arrepender da resposta!

11:42 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

"não importa a hora, mas o tempo das coisas!..."
mto belo! são palavras que perduram
bjs! boa noite

BonBadalo

11:42 da tarde  
Blogger Emilio de Sousa said...

Por muito que em determinadas ocasiões as palavras sejam desnecessárias, outras há em que elas não têm substituto. Pelo menos para mim. O seu texto é belíssimo e as palavras (escritas) aqui, como vê, não puderam ser dispensadas, e ainda bem. Um beijo grande.

11:45 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, que lindo! Lindo mesmo o que escreveste, cada dia é uma surpresa!
ÀS vezes, há tanto a ser dito e as palavras não saem. Outras, o silêncio fala mais que mil palavras e ainda outras, em que a liberdade de dizer tudo é bom demais.
Um beijo

11:58 da tarde  
Blogger Lapis de Cera said...

Não se perdem as palavras!
Soltam-se,
Libertam-se,
Ao caírem duma folha de papel.
E já não são palavras...
E já não há nada que as segure!

Ainda que sussurradas,
Ou só pensadas, 
São um grito,
Muitos!
Tomam forma dum mar,
De toda a água!
E nascem
E são tantas, tantas!
E belas! Leves!
E voam!
 
Ao longe, há um horizonte,
Um silêncio
Que chora...
Como ele ansiava,
Com aquelas palavras,
Voar!

Sorrio-te.
Cris

4:43 da manhã  
Blogger rfarinha said...

Há coisas que ficam por dizer... mas se olhas nos olhos desse alguém... os teus falaram pela tua boca... e dizem as coisas sem tu falares :) Bjs

11:25 da manhã  
Blogger o5elemento said...

{ ... é no teu olhar que (me; te) vejo amar © biquinha ... }{ beijos* }

11:51 da manhã  
Blogger Maria Branco said...

Emilio: Sim, é verdade! Elas são desnecessárias, mas é sempre bom ouvir, ou ler, não é? Beijinhos um dia feliz!

12:15 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Cris: As palavras, ditas ou escritas, são um reflexo de um sentir, nunca se perdem, voam-se e fazem voar.. Belissmas estas tuas, muito obrigada por esta magnifica partilha, muitos beijinhos, tem um dia muito feliz!

12:18 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Ridufa: e dizem muito mais, e dizem o que tantas e tantas palavras não conseguem expressar.. Basta um olhar que se perde noutro olhar.. Beijinhos

12:20 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

o5elemento: é no teu olhar que (me; te) vivo, que (me; te) sonho...

12:21 da tarde  
Blogger PARTILHAS said...

Há momentos que dispensam palavras. Mas, outros há em que a falta delas arruina, os que não chegam a vir!

12:30 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Partilhas: sim é verdade! Estas palavras foram escritas num amor que se viva tranquilo, confiante, de cumplicidades-muitas.. Elas, palavras sentiam necessidade de se fazer sentir, escritas, faladas, ou desenhadas no olhar! Quando qualquer uma delas falha, tudo falha... Beijinhos

12:40 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O teu olhar é um oceano de palavras...magnífico este verso! Bom dia querida, beijos Andréa Motta (Jardim de Poesia)

12:46 da tarde  
Blogger lique said...

Esse silencio de cumplicidade, esse não ser neessário falar é por vezes a essência do amor. Mas, outras vezes, há palavras que têm que ser ditas. Adorei o teu texto, Maria. Beijinhos

1:08 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

cada palavra. como uma onda. desse oceano. imenso.

abraço. maria.

João

os dias das noites.

1:40 da tarde  
Blogger Marta said...

Aprecio muito as tuas palavras mesmo sem a companhia dos consagrados. Beijo

1:42 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Um olhar vale mais do que mil palavras... Ass: Analfabeto

1:55 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

e nesse olhar silencioso, tudo se ouve, tudo se escuta, porque nesse olhar vão as palavras do amor, da amizade, da cumplicidade eterna.
eu também te falo em silencio, mas falo através da escrita que é uma arte que tão bem dominas.

paulo povoa
http://frasesepoemas.blogs.sapo.pt

2:01 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

todo o tempo é tempo do teu amor

3:29 da tarde  
Blogger Alma said...

É bom poder falar sem dizer palavra com quem está ao nosso lado ... :) Um excelente dia Maria é o que te desejo Beijinhos.

Nada ao Acaso

4:11 da tarde  
Blogger Piolha said...

Perceber uma frase no silêncio é uma qualidade extraordinária! =) queria agradecer-te imenso os comentarios q tens deixado no meu blog!!! um beijo* =D

5:08 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, que me resta a não ser redundância? É belo o que escreves.
Um beijo e resto de dia feliz.
http://amoergosum.blogs.sapo.pt

5:54 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Andréia: Que o teu dia continue replecto de sorrisos muitos.. Beijinhos

5:54 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Lique: Um beijinho enorme para ti. Continuação de um excelente dia.

5:56 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

João: E nesse oceano navega um sentir unico e profundo... Um abraço

5:57 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Marta: Deixo-te um sorriso Cúmplice. Beijinhos

5:58 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Doce Alma: quando se conversa no silêncio das palavras, o entendimento é perfeito! Beijinhos

5:59 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Piolha: Não tens que agracer. Só espero que já estejas bem. Deixo-te um abraço enorme, beijinhos

6:00 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Paulo: E eu gosto das tuas palavras silênciosas que se gritam num amor profundo, que ele exista sempre em ti, que sejas muito feliz! Beijinhos

6:02 da tarde  
Blogger Yardbird said...

Um poema muito bonito, Maria. Sem duvidas sequer :) Beijinho

6:43 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Yardbird: Obrigada amigo, deixo-te um sorriso, beijinhos

8:10 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Para tudo há um momento certo, perfeito! Até as mensagens mais bonitas podem ser ditas com um silêncio de um olhar, mas por vezes o amor pede mais, porque nem sempre se pode deixar para amanhã! Este poema ficou lindíssimo*

DL- http://euseila.blogs.sapo.pt

12:31 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

betania comenta:

Maria ler-te, passar por aqui é sempre uma viagem ao
mundo das emoções. Tens tanto para dar aos outros amiga.

Obrigado.
betania

11:40 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

actualizações de weblogs portugueses