Cumplicidades

Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca...

quinta-feira, julho 15, 2004

Silêncio...

Não te doas do meu silêncio:
Estou cansado de todas as palavras.
Não sabes que te amo?
Pousa a mão na minha testa:
Captarás numa palpitação inefável
O sentido da única palavra essencial - Amor!

(Manuel Bandeira)


0 Comments:

Enviar um comentário

<< Home

actualizações de weblogs portugueses