Cumplicidades

Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca...

sexta-feira, julho 30, 2004

Porque sim..

Muitas vezes a nós nos perguntamos
Porquê aquele ou outro é o escolhido?
Qual a razão de termos querido
Que fosse tal ou tal o ser que amamos?
Quando a alma reconhece a sua igual
E as defesas baixa assim rendida,
Será porque é feliz logo à partida
Pondo de parte todo e qualquer mal?

Maria





Sei lá porquê! O amor não tem porquê!
Um sorriso, um olhar alvoroçado
e o coração em festa e deslumbrado
por um lampejo que ninguém mais vê!

Alma que se reparte e espera e crê
e mais quer dar depois de tudo dado.
E porque a vida é beijo conquistado,
bendito seja o amor pela mercê

Compreender a voz fria do luar
e ao longe ouvir as ondas e entendê-las
e a própria neve transformar em lume...

Sem porquê! Sem razão e sem pensar:
como no Céu se acendem as Estrelas
e na terra as violetas dão perfume.

Maria Helena



45 Comments:

Blogger sandra said...

Pois é...eu também me pergunto isso!Mas eu acho que é algo por que temos de passar, temos de encontrar alguem que afinal não era quem iria ficar connosco para toda a vida, na verdade é o destino e o destino prega-nos partidas!
Mas há sempre uma segunda vez para tudo, embora há quem diga que o primeiro amor nunca se esquece...eu acho que com o tempo tudo se esquece, tudo desaparece e voltamos a ser felizes com alguém!
Mas é dificil de compreender, como é que nós podemos ter querido tanto uma pessoa e na verdade tempo depois ela desaparece deixando atrás um rasto de tristeza e mágoa!
Gostei muito do teu texto...mais em que me identifico...Beijinhos amiga!Fica bem!

8:37 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

o amor não gosta de perguntas

8:58 da tarde  
Blogger g. said...

sei lá eu porquê
tv não saiba entender os porquês
...

beijinho Maria e bom fim de semana

9:15 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, Maria Helena deu-te a resposta:) Sente-se não tem explicação;) Muitos beijos e bom fim de semana*****:))) wind

9:27 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Sandra, minha querida menina: A vida nem sempre acontece da forma como gostariamos, mas são esse acontecimentos menos bons, que nos magoam, e que nos ferem que nos fazem crescer, amadurecemos com cada um deles, deixam sempre algo de positivo. Com o tempo passamos a recordar sem dor. O amor, acredito eu, continua em nós, transforma-se, altera-se, por isso nunca esquecemos. Um dia ele voltará a acontecer na tua vida, sem perguntas, sem pedir licença, apenas acontece, porque sim! É isso que te desejo.Não te prendas ao passado, olha em frente caminha segura de ti, és linda e tens uma vida pela frente. Não chores, não lamentes. Um dia o teu coração voltará a sorrir. Muitos beijinhos

9:34 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida g: Um dia compreenderás todos os porquês. E no dia que os compreederes talvez eles já não tenham qualquer importância, nesse momento eles já não te irão provocar dor. Deixo-te um abraço enorme. Beijinhos

9:37 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O amor não se explica, simplesmente acontece. Adorei o post... ASS: ANALFABETO

9:38 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Sim Wind, A resposta está nas palavras da Poetisa Maria Helena. E dentro de mim também. Essa é pergunta que nunca me fiz. O amor acontece em mim, simplesmente! porque sim! sem perguntas, elas não são necessárias, basta acontecer, basta sentir, basta Ser... Beijinhos um fim de semana muito feliz para ti!

9:41 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Sim Analfabeto, simplesmente acontece... é bom senti-lo, é bom vive-lo apenas.... Beijinhos

9:43 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Oi querida, quantas vezes já fiz esta mesma pergunta, mas cheguei a conclusão que não adianta perguntar, o melhor mesmo é sentir o amadinho e o amor.
Minha qurida amiga, desejo um fim de semana maravilhoso. Obrigada pelas palavras carinhosa que sempre me dedicas. Beijinhos.

10:17 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Amiga, sim sem dúvida, estas pergunmtas não têm resposta, e acima de tudo debemos viver o amor com intensidade e plenitude, aceitando apenas que ele acontece, porque sim! Um fim de semana feliz para ti.
As palavras que te deixo, são todas elas despertadas pelas tuas, por ti!
Beijinhos

10:38 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

MAS E' TAO LINDO!
MAS ESTE BLOG* JA@ SE ESTA' A PARECER COM O OUTRO*!!!!
(embora eu ainda nao tenha aceite o desaparecimento do *OUTRO*!)
_QUADROS BELISSIMOS!
_POEMAS SEM ADJECTIVACOES!!!!!!!!!!!!!!
_TUDO OPTIMO!!!!!!!!!!

_ABRACOS!!!!!
(Escrevi-lhe esta tarde!)
SAUDADES!!!!!!!!!!!
_Heloisa.
*****************************************

11:22 da tarde  
Blogger Emilio said...

E você Maria, já encontrou? O quadro é um espanto, o poema introdutório deixa-nos interrogativos e o da Maria Helena é um cantico de frescura. Um beijo.

11:25 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida amiga Heloisa, deixa-me encantada com as suas palavras sempre tão carinhosas, e incentivadoras! Espero ainda recuperar o (re)Criando. De qualquer forma, já sinto este cantinho tão meu, nasceu por um motivo que considero nobre o amor. E por ele continuará. Recebi o seu e-mail e já lhe respondi. Um beijinho enorme para si querida amiga! Desejo-lhe um fim de semana muito feliz!

11:33 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querido Emilio, a essa pergunta respondo-lhe com outra, o que lhe dizem as minhas palavras? Beijinhos

11:36 da tarde  
Blogger MWoman said...

"Sei lá porquê! O amor não tem porquê!"...sem mais palavras, Maria. Beijinhos e votos de um bom fim-de-semana.

11:42 da tarde  
Blogger Emilio said...

Tem razão. Eu escusava de perguntar! :)Um bom fim de semana.

11:53 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Mwoman: Porque sim! são as que lhe conheço! Beijinhos para ti, tem um excelente fim de semana!

11:54 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Amo-te porque sim!

7:08 da tarde  
Blogger CAP said...

Um resto de bom fim-de-semana, sem porquês...

7:59 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

o amor. passa.

as mãos. que por vezes pensamos existirem apenas. nos nossos sonhos.
acabam. por ser o nosso consolo. o nosso abrigo.

assim. espero que um dia encontres. o teu.

abraço. maria.

10:07 da tarde  
Blogger Anjo élico said...

Porque sim... mesmo. Sei lá também porquê.
Parabéns pelas cumplicidades.

10:45 da tarde  
Blogger Jojo said...

Olá Maria. Mais uma vez elogio o teu blog e os teus posts. O amor é uma oferenda que se descobre, nunca é um presente que se quer. Desejar, eu desejo muita coisa, mas o coração apenas pretende o suficiente para sempre pulsar com fulgor. bjs jackx

10:50 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querido amido CAP: obrigada, desejo-te também um excelente fim de semana. Beijinhos

12:07 da manhã  
Blogger Lapis de Cera said...

Algo sublime, o Amor!
É pôr a fasquia muito alto, para que apenas nós a passemos...
Porquê?
Simples!
Porque sim!:)

Lindos os poemas da Maria Helena!

Um beijo,Maria.
Já é o teu/nosso espaço.
Cris
http://palavrasdealgodão.blogs.sapo.pt

12:09 da manhã  
Blogger Maria Branco said...

Querido João: Obrigada pelas tuas palavras. Deixa-me dizer-te que já o encontrei. E mesmo que as mãos não estejam proximas ás minhas, encontro o conforto na alma que se vive em amor. Basta ele existir em mim, para que me sinta feliz! Beijinhos

12:11 da manhã  
Blogger Maria Branco said...

Anjo Elico: Obrigada pela tua visita e palavras. Bjinhos

12:12 da manhã  
Blogger Maria Branco said...

Jackx: Concordo com as tuas palavras. O amor é uma oferenda, uma dadiva, que simplesmente acontece. Que o teu coração pulse sempre com fulgor, e desejo ainda que o amor aconteça nele! Beijinhos

12:16 da manhã  
Blogger Maria Branco said...

Querida Cris: Sim, simplesmente porque sim! :) Um beijinho enorme para ti...

12:19 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

porque sim
é a razão que se usa muitas vezes quando não se sabe o porquê
a razão que se dá, porque se pensarmos no porquê ñão sabemos a resposta, e por isso dizemos porque sim
por isso a questão que coloco é esta:
porque escreves tão bem?
porque és normalmente bonita?
eu não sei a resposta, por isso digo, porque sim


paulo povoa
http://frasesepoemas.blogs.sapo.pt

12:24 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Oi amiga,já alterei o link do teu antigo blog para este,vou de ferias da net e do blog,espero voltar em setembro,beijos,graça

10:53 da manhã  
Blogger Márcia said...

Belo soneto. Primeira vez aqui. Voltarei, é claro.

Márcia

http://www.tabuademares.blogger.com.br/

http://www.mudancadeventos.blogger.com.br/

http://alfabeto.blogspot.com/

11:38 da manhã  
Blogger Piolha said...

O amor... aquele sentimento de que todos falamos mas sabemos tão pouco... não sabemos como lidar com ele, não percebemos quando parece estar ausente... =| Maria adoro ler-te! Um beijinho*

1:37 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Amor não tem "porque" nem "porquê". Acontece!
Excelente mês de Agosto.
Beijo

http://amoergosum.blogs.sapo.pt

5:38 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Belo, Maria. Os eternos porques?? Mas que não se magoe. Que seja um amor inteiro. Bjs, minha amiga e bfs, Lia
http://textosecenas.blogs.sapo.pt/

7:34 da tarde  
Blogger Anjo Do Sol said...

Porque o nosso coração, a nossa alma, é quem escolhe a quem amar. Nòs não temos como escolher.
Não há resposta a esse porquê! Apenas com um... porque é amor. E o amor é cego. :) Bjitos amiga

9:37 da tarde  
Blogger Yardbird said...

Só para te reler, valia a pena voltar de férias. É sempre um prazer. Beijo, Maria

9:47 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querido Paulo: quem me dera escrever bem, estou muito longe de o conseguir fazer. Muito longe mesmo!! Um beijinho grande para ti, e obrigada pelas tuas carinhosas palavras.

10:39 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Graça, desejo-te umas férias muito felizes, espero por ti... Beijinhos e até Setembro.

10:42 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Marcia: Obrigada pela tua visita e palavras, visitarei também os teus espaços. Um abraço

10:43 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Nadaespecial: E é magifico quando ele acontece em nós... Obrigada, e um excelente mês de Agosto também para ti... Beijinhos

10:48 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Querida Lia, é um amor inteiro, que me envolve complectamente, está em mim, sou-o... Muitos beijinhos

10:50 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Meu doce Anjo: Acontece simplesmente... poderá ser cego, mas o que vemos através dele é cheio de cor, é profundo, suave.... Beijinhos

10:52 da tarde  
Blogger Maria Branco said...

Yardbird querido amigo, é muito bom ter-te de volta, desejo-te um excelente regresso! Beijinhos

10:55 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Ambos os poemas lindíssimos Maria! Mas o amor é mesmo assim não é? Se conseguimos escolher, poderia ser mais fácil... será? Eu sei lá! =)

DL- Eu sie lá: http://euseila.blogs.sapo.pt

8:27 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

actualizações de weblogs portugueses