Cumplicidades

Há palavras que nos beijam, Como se tivessem boca. Palavras de amor, de esperança. De imenso amor, de esperança louca...

quarta-feira, julho 21, 2004

Dias que se vestem em noite...

Deito-me contigo, contigo acordo e contudo não estás aqui;

Encho os braços com pensamentos de ti e fecho-os no ar...

Os teus olhos fitam os meus quando estás fora de vista;

Meus lábios tocam constantemente os teus de manhã, à tarde e à noite.

Penso e falo de outras coisas para ter paz de espírito,

Mas a minha memória agarra-se a ti sedenta das tuas palavras e da tua imagem.

Escondo-o dos olhos do mundo, penso e falo em contrário,

Mas manso vem o vento do céu que me sopra lendas tuas.

O vento da noite segreda-me aos ouvidos,

Suspirando, sem pressa, notícias tuas.

Despertando ainda mais esta saudade que me veste a alma…

Deito-me, levanto-me na companhia da noite que me veste o sentir...







21 Comments:

Anonymous Anónimo said...

É a noite que embala o sonho, vestida de esperança. Encarna o sentir e faz-nos ir mais longe na nossa mente, vagueando pelo nosso corpo, tantas vezes inerte e insípido. No entanto, quando olhamos e vemos quem amamos, ainda que apenas com os olhos da saudade do nosso coração, é a saudade que surge na imagem à nossa frente e que, muitas vezes, nos faz ultrapassar, uma vez mais, a noite que teima em descer sobre a nossa alma...
Maria, os teus poemas, além de belíssimos, são uma inspiração única! Beijos, Rosália (rosaliasousa@hotmail.com)

11:40 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Olha...achei-te. Não conhecia este blog...presumo que o outro tenha sido mesmo desintegrado. Ora bem...falando do post...A eterna esperança do amor intemporal está bem nitida nestas tuas palavras. A memória traz-nos sempre momentos importantes...umaz vezes dolorosos, outras vezes ternurentos. Gostei muito...Beijo

Michel de Garcia

11:41 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

belo, triste e doloroso texto. Que a noite seja boa, apesar das saudades. Um beijo.

12:44 da manhã  
Blogger BlueShell said...

Eu te compreendo. Abraço, BS

2:33 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

A saudade que veste a alma...bonito Maria. Parabéns pelo blog, gostei muito desse novo cantinho. Beijos
Marcia

4:36 da manhã  
Blogger Emilio said...

Maria no seu melhor. Gosto de a sentir cheia de encanto e ternura. A sua poesia é exotérmica. Continue! Um beijo.

8:49 da manhã  
Blogger Marta said...

O sentimento triste e as palavras belas que a saudade provoca aqui desnudas. Beijo

9:15 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

é assim que se sente quem ama, e sente que o amado está lá, mas só está a figura e não está a pessoa.
se sente no escuro porque se sabe que se amam, mas nenhum fala, mas nenhum mostra também
é uma maravilhosa forma de descrever a saudade do amor.
beijos deste moço que adora a tua escrita
Paulo Povoa
http://frasesepoemas.blogs.sapo.pt

10:47 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

A saudade presente no sentir. Gostei muito :) Betty.blogs.sapo.pt

12:09 da tarde  
Blogger Pedro said...

tinha um sorriso sereno (tipo Gioconda) para te enviar neste comment. a complicação dos comments do blogger desfê-lo...

2:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

sorrio para ti.

fernando p.

4:43 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

belíssima carta de amor, Soror Mariana!

DonBadalo

5:20 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

belissima carta de amor, Soror Mariana!

bjs

5:22 da tarde  
Blogger sandra said...

Minha querida amiga, espero que saibas que sou a sandra do blog Lágrimas Ocultas....
achei teu poema lindo como tudo o que escreves...espero que continues sempre a me visitar, embora nao tenhas nada para dizer dos poemas, deixa um olá que já fico contente!beijinhos e tudo de bom é o que esta amiga te deseja!

7:16 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Finalmente Maria:))) Já te lia e não sabia como comentar;) Este está belo. A sensibilidade com que escreves é de uma pessoa se deliciar e quase ficar sem palavras;) beijos*** wind

7:20 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Oi maria, este coments é um tanto chato kkkkkkkk,não aceita o nosso nome, Mas aqui eu digo: Sou a Anne.Rsrsrsrs.
Querida, quantas saudades! Estava ansiosa pela tua volta e saudosa de tuas lindas palavras e sentires. Costumo dizer que sou movida a saudades. Saudades com gosto do retorno. Bommmmmmmmmmm!
Amei este visual, digamos mais chic.(elegante)
Deixo beijinhos e fica bem, linda.

8:45 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

A memória aproxima-nos muito, mas nunca o suficiente para nos tocarmos. http://centrocultural.blogs.sapo.pt/

9:12 da tarde  
Blogger Lapis de Cera said...

Leve, belo, simples, bonito como tu.
Um beijo e parabens pelo novo espaço.
Cris

http://palavrasdealgodao.blogs.sapo.pt

9:36 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Adoro todas as palavras que usas e abusas para descrever o que te vai na alma. Parabéns.
Quando puderes, gostava que desses uma vista de olhos no meu blog.
www.prisioneirodonada.blogs.sapo.pt

9:41 da tarde  
Blogger barbaciliano said...

Gostei do novo visual:)
Não tenho tido mto tempo para vir aqui mas vou passando sempre que posso.
Beijinho grande

11:48 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Maria, não tenho prazer de a conhecer ( julgo eu... ) mas gosto imenso do que escreve, e como escreve. Sinto, por vezes, alguma amargura nos seus textos. Coragem, lembre-se da canção de Louis Armstrong " Que Mundo Maravilhoso " . Essa beleza está nos nossos olhos.
Força. Parabéns.
EDUARDO ;-)*

7:03 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

actualizações de weblogs portugueses